Rubem Valentim, Mestre Didi e Almandrade em cartaz no Museu Nacional da República

O Museu Nacional da República abriu três exposições na terça-feira (19) no Conjunto Cultural da República, próximo à Rodoviária do Plano Piloto. Mestre Didi (1917–2013) e Rubem Valentim (1922-1991) são dois artistas baianos que vão dividir o expositivo principal em “Simbólico Sagrado”. Um conterrâneo deles, Antonio Luiz Morais de Andrade (1953), o Almandrade, terá seus trabalhos exibidos na Galeria Acervo na mostra “Pensar o Jogo”. O mezanino recebe a mostra “Doações 2019”, que apresenta ao público obras cedidas por artistas ao equipamento ao longo do ano. Com curadoria de Thaís Darzé, “Simbólico Sagrado” selecionou 95 peças dos autores. “É...

Read More