FESTIVAL BB SEGURIDADE OCUPA O PARQUE DA CIDADE NO SÁBADO (24)

Em sua terceira edição, o Festival BB Seguridade de Blues e Jazz ocupará o estacionamento 4 do Parque da Cidade, no sábado, 24 de junho, a partir das 14h. A entrada é franca.
A grande atração do festival será o cantor Zeca Baleiro que se apresenta com um repertório exclusivo de blues. Outras atrações confirmadas são, Joe Louis Walker, Wallace Roney Quintet e Hermeto Pascoal.
Em 2016, o festival reuniu 15 mil pessoas em São Paulo; 20 mil, em Brasília; 18 mil, em Recife; e 32 mil, em Porto Alegre. Em sua edição inaugural, em 2015, o Festival BB Seguridade de Blues e Jazz teve edições em São Paulo e Brasília com nomes como Stanley Jordan, Blues Etílicos e Nuno Mindelis.
A programação mescla blues e jazz e conta com line up caprichada, além de eventos para as crianças. A linda e carismática cantora e gaitista argentina Xime Monzon, que vai dividir o palco com Flávio Guimarães, o incendiário guitarrista americano Larry McCray, o consagrado Zeca Baleiro, fazendo um inédito show de blues, e a lenda da música mundial Hermeto Pascoal e a banda Oswaldo Amorim Trio + Um, de Brasília, compõem o elenco.

Programação

14h00 Red Hot Jazz Band

15h00 Oswaldo Amorim Trio + Um

16h10 Tributo Deuses da Guitarra

17h10 Xime Monzon e Flávio Guimarães

18h15 Hermeto Pascoal

19h20 Larry McCray

20h40 Zeca Baleiro em um show de Blues

Atividades especialmente programadas para as crianças

– Oficina de desenho e colagem

– Oficina de malabares

– Oficina de musicalização

– Pintura artística facial

– Escultura de balão

As atividades infantis começam às 14h e vão até às 18h.

A entrada é gratuita e os shows estão marcados até as 22h.

S E R V I Ç O
Festival BB Seguridade de Blues e Jazz
Data: 24/06
Horário: a partir das 14h
Local: Estacionamento 4 do Parque da Cidade
Entrada Gratuita

CLARA ARREGUY E ONÃ SILVA LANÇAM PUBLICAÇÕES NA 33ª FEIRA DO LIVRO DE BRASÍLIA

O evento é promovido pela Câmara do Livro do Distrito Federal e ocorrerá na área externa do shopping Pátio Brasil entre os dias 16 e 25 de junho, das 10h às 22h, com entrada franca.
A Jornalista, escritora e editora de Brasília, Clara Arreguy lançará, no dia 17 de junho, as obras “1974” e “A Vovó Fala Tudo Errado”, da outubro Edições. A autora também participará de contação de história para o público infantil no dia 19 e de debate sobre a literatura juvenil no dia 20.
A goiana Onã Silva levará para a 33ª edição da Feira do Livro de Brasília o inédito Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô. A autora revela nas suas letras leves – mas nem por isto menos sérias – os direitos do trabalhador, a cidadania e os assédios morais em ambientes de trabalho. O livro será lançado na feira e exibido para o público no dia 24 de junho (sábado), às 18h. Na ocasião, a artista recitará os arretados cordéis trabalhistas acompanhada de atores.
A escritora aproveitará também o momento da feira para lançar os livros Estomaterapia: Cuidado à Fina Flor da Poesia e Sai Pra Lá Com Essa OS, A Saúde do Povo Agradece no dia 18 de junho (domingo), às 17h.
Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô é uma obra publicada com apoio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, com recursos oriundos do FAC – Fundo de Apoio à Cultura.

 Clara Arreguy
Atuou como repórter, crítica, cronista e editora em 30 anos de jornalismo. Trabalhou nos jornais Estado de Minas, de Belo Horizonte, e Correio Braziliense, de Brasília, além da Veja Brasília, onde assinou crônicas nos dois anos em que a revista circulou. Foi também editora e redatora em assessorias de comunicação de empresas e governos, até criar a Outubro Edições, que publica livros de sua autoria e de outros escritores de Brasília, Minas e São Paulo. Em menos de dois anos de atuação, a editora independente já produziu 19 títulos em vários gêneros, como romances, contos, crônicas, reportagens e literatura infanto-juvenil.
Com “1974” e “A Vovó Fala Tudo Errado”, Clara Arreguy chega a 13 livros publicados, numa carreira iniciada em 2005 com “Segunda divisão” (Editora Lamparina) e “Fafich” (Conceito Comunicação). Vieram depois os romances “Tempo seco” (Geração Editorial), “Rádio Beatles” e “Siga as setas amarelas”, os volumes de crônicas “Catraca inoperante” e “O planeta das flores amarelas” e o infantil “Oit Labina” (todos pela Outubro), o livro de contos “Sonhos olímpicos” (Editora Franco) e o romance “Dia de Sol em Tempo de Chuva” (Chiado Editora).
Desde 2012, Clara Arreguy integra o Instituto Cultural Casa de Autores, de Brasília, do qual agora é vice-presidente.

Onã Silva
A Poetisa do Cuidar, Onã Silva é goiana, mas é arretada nas rimas e nos trocadilhos em nordestinês que herdou por influência dos pais. Não à toa, como recita em cantoria “Eu sou enfermeira-artista, a poetisa do cuidar. Eu gosto de carne seca e também de mungunzá. Simbora, gente pra Feira, Meu livro de Cordel vou lançar!”. Enfermeira, atriz, poetisa, especialista em saúde pública, mestre e doutora em educação, a artista radicada na capital federal, Onã Silva, já publicou mais de 20 obras pelo Brasil afora. Recebeu, ainda, o título de recordista homologado pelo Rank Brasil com o primeiro livro sobre histórias de enfermagem que utiliza a literatura de cordel – Histórias de Enfermagem no Universo de Cordel (2013). Afinal, ela vale-se da arte, das suas letrinhas criativas e da sua experiência com saúde pública para interagir com o público, promover o acesso e o cuidar.

Feira do Livro de Brasília
A Feira do Livro de Brasília chega à sua 33ª edição com mais de 100 expositores, dentre livrarias, editoras, distribuidoras e revistas. Além de homenagear o artista Belchior, o evento deste ano conta com as temáticas de inclusão e cidadania. De 16 a 25 de junho, no Pátio Brasil Shopping (Setor Comercial Sul).

Serviço
Lançamento de 1974 e A Vovó Fala Tudo Errado, de Clara Arreguy / Outubro Edições
Data: dia 17 de junho (sábado)
Hora: 18h
Local: estande da distribuidora de livros Arco-Íris / área externa do Pátio Brasil (W3 Sul)
Preço: R$ 35 cada título, R$ 60 os dois
Informações: (61) 99115-8485 / clarreguy59@gmail.com
Funcionamento da Feira do Livro: de 16 a 25 de junho, das 10h às 22h
Participações na Feira do Livro:
Dia 19, às 11h, contação de história com Clara Arreguy e seu livro infantil “Oit Labina”
Dia 20, às 19h, mesa-redonda com Clara Arreguy sobre literatura juvenil

Serviço
Onã Silva, A Poetisa do Cuidar na 33ª edição da Feira do Livro de Brasília
Local: Pátio Brasil Shopping (Setor Comercial Sul)
De 16 a 25 de junho
Lançamentos e tarde de autógrafos: Lançódromo – espaço de lançamento dos livros Estomaterapia: Cuidado à Fina Flor da Poesia e Sai Pra Lá Com Essa OS, A Saúde do Povo Agradece – 18 de junho (domingo), às 17h
Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô– 24 de junho (sábado), às 18h, com recitações e presença de atores
Mais informações: www.onasilva.com.br

ROBERTA CAMPOS FAZ SHOW NO PIER 21 NO DIA DOS NAMORADOS COM ENTRADA FRANCA

 

Depois de lotar o Teatro dos Bancários no Festival MOVA em maio, a cantora e compositora Roberta Campos volta a capital para show gratuito no Pier 21, em Brasília, no dia 12 de junho (segunda-feira). O evento faz parte das comemorações do dia dos namorados do centro de compras.  O show de abertura ficará por conta da banda brasiliense Apráticos. A entrada é franca.
A artista traz a Brasília o show do novo trabalho, “Todo Caminho É Sorte”. Dentre as canções do repertório, estão as autorais “Ensaio Sobre o Amor”, “Abrigo” (parceria com Fernanda Takai) e “Amiúde”, além de releituras de sucessos como “Casinha Branca” (de Gilson e Jordan) e “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (Lô Borges e Márcio Borges).
Para comemorar o dia dos namorados, os restaurantes e bares do shopping também entrarão no clima e contarão com surpresas na noite do dia 12. Os casais apaixonados poderão curtir a noite a luz de velas com cardápios especiais. As reservas já estão abertas.

Com mais de 200 composições no currículo, Roberta Campos é autora de grandes sucessos que integraram trilhas sonoras de novelas da TV Globo, como “Minha Felicidade” (Sol Nascente), “Varrendo a Lua” (Malhação), “Sete Dias” (Amor Eterno Amor) e “Felicidade” (Além do Horizonte).
Seu maior sucesso “De Janeiro a Janeiro” também integrou a trilha da novela Sangue Bom. Composição gravada em parceria com Nando Reis, a canção chegou ao primeiro lugar nas rádios de todo o Brasil e ultrapassou a marca de 32 milhões de visualizações em um canal de vídeos na internet.

Em mais de 15 anos de carreira, Roberta já cantou ao lado de artistas como Milton Nascimento, Fernanda Takai e Moska e teve composições gravadas por várias bandas, como Patu Fu e Nenhum de Nós.

Apráticos
Um Duo do gênero Nova MPB, que reedita a velha parceria Letra & Música. Com Flávio Delli comandando as letras e George Costa as melodias e arranjos, o que se ouve é a perfeita harmonia entre letras poéticas e melodias bem desenhadas, sempre com arranjos que priorizem a alegria, a dança e o jeito energizante do brasileiro. Os dois, amigos de infância, trilharam por 10 anos carreiras separadas, o primeiro no teatro e teatro-musical e o segundo na música instrumental. Durante todo esse tempo, compunham por necessidade, sem pensar em mercado ou público. Enfim, para a sorte da música autoral, decidiram reunir as composições e transformá-las em trabalho. Dessa decisão saiu o 1º EP Apráticos, que reúne 5 músicas.
Apráticos, além de música, é uma ideia de se fazer arte: tudo começou com um perfil de poesias na internet, que cresceu muito, atingindo 30 mil seguidores no instagram em pouco tempo, e culminou na música. Em todas as linguagens artísticas, o que os Apráticos propõe é uma oposição ao mundo prático; ser aprático significa olhar para o mundo e agir seguindo critérios pouco úteis a curto prazo. A arte é, em essência, aprática.

SERVIÇO
Show Roberta Campos “Todo Caminho É Sorte”
Dia 12 de junho (segunda-feira)
Horário: às 19h30
Local: Praça central do Pier 21
Banda de abertura: Apráticos
Entrada franca
Classificação indicativa: Livre
Informações: (61) 32512121

FERNANDA ABREU FAZ SHOW EM BRASÍLIA DO ACLAMADO DISCO “AMOR GERAL” DE GRAÇA

Depois de dois anos sem se apresentar na capital, a carioca Fernanda Abreu faz show na tradicional Noite Cultural T-Bone. No evento que acontece nesta quinta-feira (25), a artista estará acompanhada pela banda formada por Tuto Ferraz (Bateria e programação eletrônica), Andre Carneiro (Baixo), Leo Vieira (Guiatarra), Donatinho (Teclados), Alegria Mattus (Back vocals) e Voctorya Devin (Balé).
São sete álbuns gravados sob influência musical de Michael Jackson, Madonna, Massive Attack, Chico Science e D’Angelo. Como atriz, Fernanda fez participações em novelas, programas de auditório, filmes e é autora de três livros.
Criado há 19 anos, o projeto Noite Cultural já trouxe, gratuitamente, nomes de destaque da MPB, como Tom Zé, Erasmo Carlos, Milton Nascimento, Ivan Lins, Moraes Moreira, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Raimundo Fagner, Elba Ramalho e Zélia Duncan.

36ª Noite Cultural T-Bone
Em 25 de maio, às 20h, no Açougue Cultural T-Bone (CLN 312, Bloco B, Loja 27). Entrada franca

NIVEA VIVA TERÁ CÉU E SKANK EM TRIBUTO A JORGE BEN JOR EM BRASÍLIA

Céu

A cantora e compositora Céu vem com a missão de ser a única mulher na homenagem NIVEA Viva Jorge Ben Jor, que ocupa o parque da Cidade no domingo, 11 de junho. O evento contará ainda com a banda mineira Skank e o próprio homenageado no palco.
Em sua sexta edição, o projeto musical Nivea Viva vai homenagear Jorge Ben Jor. A turnê que já passou por Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza chega a Brasília no próximo mês.
De acordo com Monique Gardenberg, diretora artística do projeto, o repertório contará com 32 músicas. “As canções estão sendo trabalhadas nos ensaios, mas a única coisa certa é que a abertura será ao som de ‘O dia em que o sol declarou seu amor pela terra’”, adiantou.
O repertório do show – que terá momentos de encontro com os artistas e, no final, uma celebração com todos juntos – traz mais de 30 músicas, de todas as fases da carreira do artista, como “Os alquimistas estão chegando” (Skank e Céu), “Chove chuva” (Céu), “Balança pema” (Skank), “Umbabaraúma” (Skank e Jorge), “Mas que nada” (Céu e Jorge) e “Taj Mahal” (Ben Jor, Céu e Skank), num variado passeio pelo repertório do homenageado. No palco, atuando como usinas sonoras do espetáculo, vão se alternar o Skank e a banda do Zé Pretinho, que há tantos anos acompanha Ben Jor. No encerramento, ao som de “País tropical” e “Fio maravilha”, elas vão tocar juntas também, dobrando a potência do show, com dois baixos, duas baterias, etc.

NIVEA Viva Jorge Ben Jor
11 de junho (domingo), às 17h
Parque da Cidade – Praça das Fontes – estacionamento 9 – acesso 906/7 Sul – Brasília – DF
Entrada franca e livre para todos os públicos

A RIQUEZA POÉTICA DE MARINA MARA REGISTRADA NO LIVRO PROFISSÃO POETA – UM GUIA PRÁTICO E AMOROSO SOBRE VIVER DE POESIA COM LANÇAMENTO NESTA QUINTA-FEIRA (4)

O Objeto Encontrado, localizado na 102 norte, em Brasília, foi o local escolhido pela multifacetada artista Marina Mara para o lançamento de mais um título. O evento começa a partir das 19h e contará com microfone aberto para os poetas de plantão.
Após mais de uma década ministrando cursos, oficinas e palestras sobre poesia, ativismo literário e gestão da carreira artística pelo Brasil, a poeta brasiliense Marina Mara lançará o livro Profissão Poeta – Um Guia Prático e Amoroso sobre Viver de Poesia. Com uma linguagem acessível e descontraída, Marina aborda temas como publicação de livros, captação de recursos, leis de incentivo à literatura, cultura digital, produção de saraus, poesia falada, financiamento coletivo de projetos, marketing, entre outros. “O intuito do guia Profissão Poeta é oferecer aos poetas, escritores e produtores literários um caminho para formação de público leitor e para viver de sua própria arte de forma poética e sustentável, afirma a autora. ”
O livro traz na capa uma ilustração do artista brasiliense Pedro Sangeon, criador do personagem Gurulino. O desenho é inspirado na Cora, a gatinha de estimação da autora que ganhou o nome em homenagem à poeta Cora Coralina. O guia Profissão Poeta foi financiado pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal e estará à venda por R$ 20,00 na noite do lançamento.
Segundo Marina, “com a disseminação da cultura digital e da economia criativa, a indústria cultural de massa vem perdendo força de persuasão e exclusividade junto ao grande público, permitindo ao artista viver de sua arte de forma independente, sem se tornar re­fém do mercado editorial para ser lido”.  O que estimulou Marina a escrever o livro foi a distância observada entre a poesia e a maioria das pesso­as, principalmente nas classes menos favorecidas economi­camente. Uma das causas desse distanciamento é o domínio dos meios de comu­nicação pela indústria cultural que tem como objetivo a massificação da arte visando lucro rápido sobre a venda de produtos efêmeros – o que geralmente exclui a boa poesia. “Enquanto os ‘best sellers’ e outros modismos de qualidade literária duvi­dosa são vendidos aos montes, algumas grandes obras de no­vos escritores sequer são aceitas pelas grandes editoras para apreciação. Outro fator a ser observado é a falta de apoio do estado e de políticas públicas realmente democráticas e con­tínuas para a literatura”, afirma Marina Mara.

SERVIÇO:
Lançamento do livro Profissão Poeta
Dia 04 de maio de 2017
No Objeto Encontrado – CLN 102 bloco B
A partir das 19h
Valor do livro: R$ 20,00 a venda do local
Informações: marinamara@gmail.com
www.marinamara.com.br

MICAELA GÓES LANÇA LIVRO DO PROGRAMA SANTA AJUDA EM BRASÍLIA

Apresentadora do programa Santa Ajuda, do canal GNT, lança livro homônimo que traz dicas de organização para cada ambiente da casa. Evento acontece dia 17/05 a partir das 19h30 na LIVRARIA Fnac do ParkShopping, em Brasília. O bate-papo com a autora contará com mediação da jornalista Olivia Meireles,  do site Metrópoles.
Há quase uma década, Micaela Góes, à frente de um dos programas de maior sucesso do GNT, tem contado muitas histórias e levado dicas de arrumação para os telespectadores do canal. Depois de ver seu talento se transformar em profissão, a apresentadora arrebatou o público com seu jeito singular de ensinar a organizar não só casas, mas vidas, como diz a amiga de longa data, a atriz global Camila Pitanga. Um pouco desse universo de Micaela estará agora também registrado em livro.

Serviço
Lançamento Livro: Santa Ajuda com Micaela Góes – bate-papo e autógrafos
FNAC BRASÍLIA – PARKSHOPPING  
Dia 17 de maio (quarta-feira) 
Horário: 19h30
SAI/SO ÁREA 6580 LUC 149P – GUARÁ BRASILIA – DF 
Entrada Franca e Livre para todos os públicos
Evento sujeito as lotação

Informações: (61) 21052000 

ESPETÁCULO ‘COPO DE LEITE’ ABORDA PERCEPÇÕES FEMININAS

Fotos: Diego Bressani

O Espetáculo ‘Copo de Leite’ vai circular pelo Distrito Federal de 5 a 21 de maio e passa por Samambaia (5/5), Planaltina (6/5), Gama (7/5), Ceilândia (8/5) e Plano Piloto (De 12 a 14 e 19 a 21/5).

A concepção do espetáculo “Copo de Leite” nasce centrada na abordagem de personagens femininas que trazem para a cena percepções e vivências em diversos momentos da vida. Trata-se da dor e a delícia, a raiva e a calma, ternura e revolta em diversas camadas que tecem o que é ser uma mulher.

“A ideia de que ser feminina não é para quem quer – independente da biologia – é uma conquista, um ato de resistência. Quem não resiste, bebe o leite aqui representado como o líquido sagrado da vida, fertilidade e pureza; essa tríade que faz nascer e crescer a vida.” Conta o diretor Gustavo Gris.

Em cena, duas mulheres conversam sobre resistir e sustentar os papéis que escolheram – ou não – representar no contexto em que vivem ou sobrevivem. Elas são o que são, e não se desculpam por isso e por nada. Se são felizes, carentes, plenas, desejadas ou satisfeitas, descobre-se na cena.

A narrativa busca desconstruir estas personagens em diversos aspectos, vestindo-as de diferentes roupagens e possibilidades. São mulheres cansadas da guerra e, ao mesmo tempo, preparadas pra ela; Amazonas preparadas para os conflitos que forem postos sobre a mesa, por desejo ou necessidade, unas por uma aura de força e fibra.

Serviço:
Espetáculo “Copo de Leite” da Cia (Ex) Ordinária de Teatro
Datas:
05/05: Espaço Imaginário Cultural (QS 103 conjunto 05 lote 05 – Samambaia Sul) (61) 3013-1610
06/05: Mini Teatro Lieta de Ló (Rua Hugo Lobo Qd. 46 nº 790, Setor Tradicional – Planaltina) (61) 99654-7815
07/05: Espaço Semente Cultural (Entrequadras 52/54 – Área Especial – Gama) (61) 3385-3439
08/05: Teatro SESC Newton Rossi (QNN 27 Lote B – Ceilândia Norte) (61) 3379-9588
12 a 14, 19 a 21/05: TAO Filmes – SCLRN 711 bloco C loja 05 – Asa Norte – (61) 3274-8160
Sessões sempre às 20:30
Entrada franca
Doação voluntária de 1kg de alimento não perecível e/ou lixo eletrônico.
Informações: (61) 99997-6959
Classificação 16 anos
**Todas as sessões contam com o serviço de intérprete em Libras e programa em Braile

9ª EDIÇÃO DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE FILMES CURTÍSSIMOS

A 9ª edição do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos acontece entre os dias 20 e 23 de abril no Cine Brasília, e conta com uma programação com filmes curtíssimos, curtas, médias e longas-metragens brasileiros e estrangeiros.

Serão ao todo 185 produções nacionais e internacionais distribuídas em duas mostras competitivas e nove paralelas .

Entre as novidades deste ano estão as mostras Competitiva Curtíssimos de Animação, antiga demanda de participantes do festival; NY Portuguese Short Film Festival, com um recorte do novo cinema português entre eles, ‘Os cravos e a Rocha’, sobre a passagem de Glauber Rocha por Portugal em plena Revolução dos Cravos; ‘Veias Abertas’, com dois longas-metragens colombianos; ‘Do Outro Lado do Espelho’, com três curtas franceses, dois argentinos e um mexicano dirigidos por mulheres sobre questões do universo feminino; ‘Magia e Encantamento’, com animações francesas para assistir em família; e MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação, projeto de Belo Horizonte que, via Lobo Fest, chega a Brasília.

A elas juntam-se sessões tradicionais do festival, como as mostras Narrativas Ousadas, Animamundo, Narrativas do Mundo, Curtas de Brasília e Competitiva Nacional de Curtíssimos.

Os curtíssimos brasileiros concorrem a troféus – desenvolvidos pelo artista plástico Miguel Simão – em cinco categorias: Curtíssimo Nacional, Curtíssimo de Brasília, Originalidade, Animação e Júri Popular. Todos os vencedores recebem também R$ 600.

Dois longas brasileiros estreiam no Lobo Fest. Celebrado também em 21 de abril, o Dia de Tiradentes reverbera dentro do festival com a exibição do longa-metragem Joaquim, dirigido por Marcelo Gomes, sobre uma passagem da vida do inconfidente. O filme foi exibido na edição mais recente do Berninale. Já o documentário brasiliense ‘Flor do Moinho’, de Erika Bauer, sobre Dona Flor, raizeira e parteira que vive no Povoado do Moinho, próximo a Alto Paraíso (GO), será projetado no sábado, 22 de abril.

Para contribuir também com a formação técnica de profissionais e interessados em audiovisual, o festival promove, em 20 e 21 de abril, uma oficina sobre correção de cor com o renomado colorista Ely Silva.

Ao longo do Lobo Fest, ocupam o foyer do Cine Brasília atividades como lançamentos de livros e bate-papos para discutir assuntos referentes aos curtas visto na tela, além de questões sobre produção, difusão, exibição e as novas possibilidades dos festivais nos dias de hoje. No exterior do cinema será montada uma área de convivência com a participação do 5uinto Bar e sua equipe de DJs, food trucks e feira sustentável com cosméticos naturais, produtos do cerrado e design com materiais reutilizados.

Os curtas-metragens brasileiros em competição em 2017 foram escolhidos dentre 450 inscritos de 12 estados brasileiros e do Distrito Federal. A comissão de seleção foi composta pelo jornalista Ulisses de Freitas, pela professora Lavínia Aguilar e pela cineasta, professora e produtora de cinema Josiane Osório, idealizadora e diretora do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos.

LOBO FEST – 9º FESTIVAL INTERNACIONAL DE FILMES CURTÍSSIMOS

De 20 a 23 de abril, no Cine Brasília (EQS 106/107 Sul). Entrada franca. Confira programação completa, sinopses e classificação indicativa dos filmes em lobofest.com.br.

PROGRAMAÇÃO

Dia 20/04 (quinta-feira), às 20h

Exibição de 12 curtíssimos internacionais e do curta-metragem húngaro Mindenki, de Kristóf Deák

Dia 21/04 (sexta-feira)

10h: Mostra Infanto-Juvenil Magia e Encantamento: 10 curtas-metragens franceses de animação

14h: Mostra Curtas de Brasília: Fantasmas cidade fantasma, A vida tem dessas coisas, Lugar de gente feliz, Mundo das cores, Quixote – A lei do mais forte, Isso não é um cachimbo, A casa do príncipe perfeito e O homem que não cabia em Brasília

17h: exibição do longa-metragem Joaquim, de Marcelo Gomes

17h30: Bate-papo com realizadores de curtas brasilienses

18h: Lançamento dos livros: O cinema como refúgio da escrita, Maldita Animação Brasileira e Catálogo do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos – 2008-2015

19h: Mostra Competitiva Curtíssimos de Animação: 22 curtíssimos

20h: Mostra Competitiva Nacional de Curtíssimos – Parte 1: 19 curtíssimos

21h: Animamundo: 18 curtíssimos internacionais

Dia 22/04 (sábado)

10h: exibição do longa-metragem francês de animação Adama

14h: Mostra Do Outro Lado do Espelho: Mamães, Sob os teus dedos, Um grande silêncio, O mês do amigo – Um comédia com atletas, A noiva de Frankenstein e Mil camadas

16h: Mostra Veias Abertas: longa-metragem A terra e a sombra, de César Acevedo

17h: Bate-papo sobre festivais de cinema no Brasil

17h45: Bate-papo sobre questões agrárias

18h: Exibição do longa-metragem Flor de Moinho (seguido de bate-papo com a diretora Erika Bauer)

19h: Mostra Competitiva Nacional de Curtíssimos – Parte 2: 18 curtíssimos

20h: Mostra Competitiva Nacional de Curtíssimos – Parte 3: 18 curtíssimos

21h: Exibição de três curtas resultantes da oficina Formação do Olhar

21h30: Premiação

Dia 23/04 (domingo)

15h: MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação: seis curtas

16h: Mostra Veias Abertas: longa-metragem Gente de Bem, de Franco Lolli

18h: Mostra NY Portuguese Short Film Festival: cinco curtas portugueses

19h: Mostra Narrativas do Mundo: 21 curtíssimos internacionais

20h: Mostra Narrativas Ousadas: 17 curtíssimos internacionais

Serviço:
9ª edição do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos
De 20 a 23/04 (quinta a domingo)
Local: Cine Brasília-EQS 106/107
Entrada Franca.

PROJETO IDEALIZADO POR MARCIA CASTRO “DÊ UM ROLÊ” É UMA DAS ATRAÇÕES DO ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA NA TORRE DE TV

Depois de incendiar o Outro Calaf com o show Eletrobailada no início do mês, a cantora baiana Marcia Castro retorna a capital para comemorar o aniversário da cidade com projeto “Dê um Rolê”. Curumin, Anelis Assumpção e Márcia Castro se reúnem para homenagear Novos Baianos, um dos mais importantes coletivos da música brasileira. Márcia Castro, que idealizou este encontro, viu nesses artistas de sua geração influências do grupo baiano, principalmente na sonoridade e no swing com toques de brasilidade.
Acompanhados pelos músicos Saulo Duarte (guitarra), Webster Santos (violão, bandolim e guitarra), Klaus Sena (baixo) e Michelle Abu (percussão), os cantores se revezam em solos, duos e trios e passeiam por clássicos como Mistério do Planeta, Acabou Chorare, Preta Pretinha, A Menina Dança, Brasil Pandeiro e Besta é Tu.
O tributo, que estreou em 2013 com participações de Karina Buhr e Ava Rocha, foi retomado em 2016 aproveitando mais uma volta da formação original, que anunciou turnê pelo país. Além das clássicas, o repertório inclui 15 músicas, com direito às experimentais Barra Lúcifer e Colégio de Aplicação.
O evento com várias atrações locais, a cantora Elba Ramalho encerra o primeiro dia de shows do palco da Torre de TV, no dia 21, com seu show o Carnaval do Brasil. No espetáculo, Elba mostra um vasto panorama dos ritmos que predominam nas maiores festas populares do nosso imenso país. E também abre espaço para as canções e sucessos que marcam a trajetória de uma das maiores artistas da nossa MPB.

Aniversário de Brasília na Torre de TV
Data: 21 de abril, Sexta-feira
Hora: 16h
Local: Praça da Torre de TV
Entrada franca e censura livre