#ATITUDE50 –TALK SHOW COM A ESCRITORA MARTHA MEDEIROS

Para falar sobre o empoderamento feminino no mês em que os olhos estão voltados à saúde da mulher, o Conjunto Nacional apresenta o talk-show #ATITUDE50, realizado pela escritora Martha Medeiros e conduzido pela jornalista Kika Gama Lobo.

O evento é limitado a 150 pessoas e as inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail marketing@conjuntonacional.com.br, colocando nome completo e telefone, de 17 a 23 de outubro.

Martha Medeiros é escritora e colunista do jornal O Globo e possui 25 livros em sua trajetória, alguns adaptados para o cinema e teatro.

O encontro é voltado à mulheres com idade a partir dos 40 anos. Ela vai abordar o estilo de vida das mulheres maduras, defendendo que não há limite de idade para decisões e novas escolhas de vida.

Entre os temas do bate-papo estão as ferramentas que uma mulher madura pode usar, a partir de tudo o que já viveu e experimentou, para ter foco na vida e alto-astral, como astrologia, meditação, florais, terapia psicanalítica, ginástica do riso, mindcontrol, presentismo e até mesmo dar início à listinha de resoluções para o ano novo, que já se aproxima.

O público terá a oportunidade de compartilhar experiências e tirar dúvidas sobre esta fase da vida. Tudo isso conduzido pelo bom humor da RP Kika Gama Lobo, com suas perguntas ácidas e divertidas.

SOBRE MARTHA MEDEIROS
Jornalista e publicitária, Martha tem 56, mora em Porto Alegre e é mãe de duas filhas. A conhecida escritora sulista tem mais de 25 livros publicados que viraram filme (Divã) e peças de teatro (Doidas e Santas e Fora de Mim). Colunista semanal de O Globo e Zero Hora.

SOBRE KIKA GAMA LOBO
Jornalista e empresária, Kika atua há mais de 25 anos em assessoria de imprensa com foco em luxo e lifestyle. Atualmente é consultora de comunicação, ativa nas redes sociais e também criadora, apresentadora e curadora do programa #atitude50

Serviço:
#ATITUDE50 – Talk show com a escritora Martha Medeiros
Dia 26/10 (quinta-feira), às 19h
Local: Centro Cultural do Conjunto Nacional (3º Piso)
Entrada Franca.
Classificação livre.

CCBB BRASÍLIA RECEBE A MOSTRA DE CINEMA ROCK TERROR COM FESTA NESTA SEXTA-FEIRA 13 E ENTRADA FRANCA

O Centro Cultural Banco do Brasil em Brasília sediará a mostra Rock Terror – mostrando que os dois gêneros se fundem na telona e transcendem os roteiros de cinema. E para começar bem, nada melhor do que iniciar o projeto em uma sexta-feira 13. Desta data até 31 de outubro a sala de cinema mais charmosa da capital do país exibirá 38 filmes, entre ficção e documentários, capazes de mostrar os mais variados aspectos dessa vertente que tem fãs em todo mundo, além de uma masterclass do curador da mostra, o jornalista, pesquisador, documentarista e crítico de cinema Mário Abbade. Rock Terror segue depois para CCBB São Paulo, onde fica de 25 de outubro a 13 de novembro. A entrada é gratuita.
A sessão de estreia, no dia 13 de outubro, será no Teatro I, que tem capacidade para 300 pessoas. Logo após, às 21h, o público está convidado para uma festa temática, com entrada gratuita, DJ, decoração de halloween e food trucks. O som ficará com o DJ Barata (Coletivo Criolina), com músicas das trilhas sonoras dos filmes e outros clássicos do rock remetendo à temática da mostra e músicas tema de famosos filmes de terror. Músicas do Ozzy, Kiss, Iron Maiden, Judas Priest e muita coisa do metal farofa (Bon Jovi, Motley Crue, Aerosmith, Def Leppard). A primeira sessão é as 17h. Cheguem cedo!

Homenagem
Rock Terror ainda contará com homenagem ao cineasta John Fasano e ao cantor e fisiculturista (entre outras coisas) Jon Mikl Thor. Fasano está presente nos filmes “Black roses” (diretor), “Zombie nightmare” (assistente de direção e roteirista) e “Entrada para o inferno” (diretor).  Jon Mikl Thor, mais conhecido como Thor, é a estrela de “Zombie nightmare”, e escreveu e atuou em “Entrada para o inferno”, além de atuar no descartado “Intercessor”, mas, em compensação, na mostra será exibido o interessante documentário “I am Thor”, que conta as aventuras e desventuras do cantor e fisiculturista no show business.

Os filmes que fazem parte da mostra Rock Terror serão exibidos apenas uma vez, com exceção do filme “The Devil’s Candy”, que terá uma sessão extra especial apenas para clientes Banco do Brasil. Será no dia 21/10 às 15h. A sessão especial para clientes BB será seguida de bate-papo com o curador da mostra e jornalista Mário Abbade. Para participar dessa sessão, basta o cliente mostrar na bilheteria e na porta do cinema o seu cartão BB.

SERVIÇO
Mostra Rock Terror
Local: CCBB Brasília
De 13 a 31 de outubro
Festa de abertura: 13 de outubro, às 21h
Endereço: SCES, Trecho 2, Conjunto 22 – Brasília (DF).
Horário de funcionamento: o CCBB está aberto ao público de Terça a Domingo, das 9h às 21h.
Bilheteria – Térreo – Telefone: (61) 3108-7038, de Terça a Domingo, das 13h às 21h.
Ingressos para o cinema ficam disponíveis apenas na bilheteria, no dia da sessão.
Entrada Gratuita – com senhas distribuídas 1 hora de antecedência ao início da sessão, havendo o limite de uma senha por pessoa.
Classificação: consultar programação por sessão no site http://culturabancodobrasil.com.br/portal/rock-e-terror/

FESTIVAL TAGUATINGA DE CINEMA OFERECE OFICINAS GRATUITAS

Alex Vidigal               Foto: Beto Barata

Entre os dias 4 e 28 de outubro, o ‘Festival Taguatinga de Cinema’ oferece cinco oficinas gratuitas com o propósito de compartilhar com pessoas, em especial o público jovem, os caminhos para uma comunicação eficiente, encontrados nas inúmeras ferramentas disponíveis e inseridas no universo da internet. As inscrições para as oficinas podem ser feitas no site do Festival – festivaltaguatinga.com.br

Dia 4 de outubro de 2017, quarta-feira
Das 8h30 às 12h
No Teatro da Praça
Endereço: Setor Central de Taguatinga, AE 5

Você com seu celular também pode fazer um curta-metragem, com Alex Vidigal
Com desenvolvimento das tecnologias e mídias no escopo da Era Digital, os processos de gravação audiovisual não são mais exclusivos às câmeras de cinema e de tevê, sendo possível fazer registros com smartphones e tablets. Dentro dessa possibilidade, a oficina trará a reflexão de como estes equipamentos podem ser utilizados no desenvolvimento da linguagem audiovisual e como esta gravação será desenvolvida nas etapas de pré-produção, produção (registro) e pós-produção.

Alex Vidigal Rodrigues de Sousa é graduado em Comunicação Social pela Universidade Católica de Brasília (2007). Em 2009, tornou-se professor da Faculdade Projeção em disciplinas relacionadas ao campo do audiovisual. No ano seguinte, após pleitear uma vaga na docência em um concurso na Universidade Católica de Brasília, foi aprovado para ministrar aulas no campo do audiovisual para as habilitações de Jornalismo e Publicidade.

Em 2011, tornou se especialista em Artes Visuais: Cultura & Criação, pelo SENAC. No período de 2011 a 2013, foi Coordenador do CRTV na UCB.

Em 2014, defendeu sua dissertação ‘A Representação da Violência no Faroeste Italiano’ se tornando mestre pela Universidade de Brasília.

Tem vasto conhecimento na área da Comunicação, com ênfase em imagem e som. Sua experiência no mercado de trabalho envolve atividades nas áreas de produção de vídeos institucionais, publicitários, ficcionais, documentários e etinográficos, projetos de extensão e cobertura de eventos.

Atualmente está envolvido com projetos audiovisuais: com caráter cultural na cidade de Brasília e pela pesquisa em outras cidades do Distrito Federal.

Dia 11 de outubro de 2017, quarta-feira
Das 14h30 às 18h
No CEMEIT Centro de Ensino Médio EIT
Endereço: Setor Central de Taguatinga, QNB 01 AE 01

O Poder da Representatividade Negra nas Redes Sociais, com Neggata

Vivemos a era das informações ágeis e democráticas, e grande parte disso devemos as redes sociais, que permitem “pessoas comuns” transformem o “senso-comum”, ao compartilharem suas vivências e conhecimentos. Esta era contemporânea vem carregada de empoderamento com incríveis representatividades.

Resposta à perguntas como: O que é representatividade e por quê ela é tão importante nos dias de hoje?; Por que o ativismo negro tem mudado a forma como as grandes marcas e da sociedade enxergam a diversidade do universo das mulheres negras?, é que a Neggata vai dividir em sua oficina.

Lorena Monique, na certidão, mas na web ela é conhecida como Neggata. Em seu canal do Youtube, Neggata discorre sobre temas pertinentes como ‘cultura negra’ e ‘empoderamento feminino’. Dona de um estilo único, esta feminista-ativista é movida por mudanças e seu visual exprime bem isso, já que ela sempre está com um penteado novo.

Dia 18 de outubro de 2017, quarta-feira
Das 14h30 às 18h
No CEMEIT Centro de Ensino Médio EIT
Endereço: Setor Central de Taguatinga, QNB 01 AE 01

Oficina de Fotos e Gifs para Internet, com Grilo

Nesta oficina, o diretor de criação Daniel Grilo convida os participantes a conhecerem aspectos da comunicação realizada por meio de Gifs e Fotos para internet. Dividida em cinco módulos (- Portfólio de gifs e afins; – Breve Histórico e Panorama; – Conceitos básicos de animação em repetição; – Da idealização ao produto; e – Linha do tempo/software), o encontro discute desde a idealização e seus conceitos básicos até a produção de uma peça.

Daniel Grilo, brasiliense, ilustrador, músico e diretor de criação, foi um dos criadores do coletivo Família Design, de Brasília. Em 2007, mudou-se para São Paulo onde trabalhou como diretor de criação na agência de marketing digital Alfaiataria, como designer sênior na LEN Comunicação e Branding e também como diretor de criação na agência de conteúdo Recheio.

Realizou desde trabalhos de ambientação para empresas como Walmart e Rhodia, até conteúdo digital para empresas como Nestlé, Faber-Castell e Burger King. Em 2016, voltou para Brasília e em 2017 ingressou na Radiola Design e Publicidade, onde é responsável pela criação de conteúdos digitais para empresas como Marvin, Honda [Plaza Motors] e Brasília Harley-Davidson.

Dia 25 de outubro de 2017, quarta-feira
Das 8h às 12h
No CEMEIT Centro de Ensino Médio EIT
Endereço: Setor Central de Taguatinga, QNB 01 AE 01

Marketing Digital, por onde começar, com Francisco Jardim

Esta oficina tem como objetivo promover o entendimento de como gerar resultados positivos para um negócio ou produto por meio de uma comunicação com propósito e valores humanos.

Sabe-se que vende mais, quem está bem inserido no universo das mídias sociais digitais, no entanto: Como divulgar produtos e serviços nestas novas mídias? Quais devem ser os primeiros passos? Onde vale a pena investir mais: Site, Facebook ou anúncios no Google? São muitos os desafios em como iniciar uma campanha na web.

Com 14 anos de experiência em Comunicação e Marketing, Francisco Jardim domina como poucos os princípios da comunicação e compartilha expertise com seus clientes, de maneira a desmistificar desafios e tornar fácil e natural o uso das várias ferramentas das novas mídias, com o objetivo único de promoção de uma marca.

Francisco Jardim é formado em Comunicação Social, Radialista e Gestor de Marketing. Trabalha há 14 anos na área de comunicação, em Brasília, para grandes agências de publicidade e a Rede Globo. Atualmente, autônomo, atua como designer gráfico e de web, gestor de marketing consciente focado em ensinar profissionais liberais e pequenas empresas a aumentarem seus resultados por meio do marketing digital.

Dia 28 de outubro de 2017, sábado
Consolidação de conteúdos, com Nina Rodrigues e Karina Perpétuo
No CEMEIT Centro de Ensino Médio EIT
Endereço: Setor Central de Taguatinga, QNB 01 AE 01

Oficina que vai reunir os alunos as oficinas anteriores com o objetivo de consolidar os aprendizados assimilados. Essa turma será estimulada a atuar como cobrir o Festival nas mídias digitais, oportunidade para colocarem em prática os conhecimentos adquiridos.
Nina Rodrigues é formada em Jornalismo, estudou documentário, edição e roteiro cinematográfico na EICTV, Escuela Internacional Del Cine Y TV, de Cuba.

2º BAF-BRASÍLIA ANIMATION FESTIVAL

O 2º BAF – Brasília Animation Festival acontece de 12 a 15 de outubro na Universidade de Brasília (UnB).

Serão quatro dias de atividades gratuitas para adultos e crianças, amantes de quadrinhos, games e cinema.

“É uma ocasião muito especial. Comemoramos 100 anos da primeira animação feita no Brasil e estar na presença de ilustres nomes dessa história nos deixa muito felizes”, diz Fernando Nisio, um dos diretores do evento.

Durante o BAF serão exibidos cerca de 70 filmes de 24 países, distribuídos nas mostras competitivas: Nacional, Internacional, Mulheres, Infantil e Macabra.

“Teremos curtas que participaram de festivais como o de Cannes, Berlim, Annecy, Veneza e Anima Mundi”, conta Fernando Gutiérrez, também diretor do evento. Os melhores curtas serão escolhidos por voto popular e júri técnico.

Do lado de fora da sala escura do BAF ocorrerá o concurso de cosplay, feira e exposição de quadrinhos e ilustrações de artistas locais, além de oficinas de desenho gestual, quadrinhos, animação 2D, pintura digital e animação para games, oficinas de criação e experimentação com pixilation e stop motion, técnica de animação que vem conquistando adeptos, utilizada em filmes como Kubo e as cordas mágicas (2016), ParaNorman (2012) e Coraline (2009).

Especialmente no dia 12/10, a molecada terá ainda brinquedos infláveis, pula-pula, cama elástica e outras atrações. Tudo inteiramente grátis.

A programação conta ainda com a participação de renomados animadores brasileiros, entre eles, o diretor Alê Abreu.

Com mais de 50 prêmios pelo longa-metragem ‘O Menino e o Mundo’, a primeira animação brasileira indicada ao Oscar, ele vem a Brasília falar sobre a produção independente em animação no país.

Outro convidado é o quadrinista e ilustrador paraibano Francisco Leite.

Shiko, como é mais conhecido no mundo das HQs, conquistou, por duas vezes, uma das mais tradicionais premiações dos quadrinhos brasileiros, o “HQ Mix de Melhor Álbum de Terror – Aventura – Ficção”, com as obras O Azul Indiferente do Céu e Lavagem. Atualmente produz a série de animação Anima Latina, patrocinada pela Agência Nacional do Cinema (Ancine).

As mulheres são outro ponto forte na programação do evento. Lena Franzz é uma delas. Animadora 2D, atriz e ilustradora, já participou de projetos como Meu Amigãozão, Historietas Assombradas e Mundo Bita.

Hoje em dia, é uma das animadoras sênior do desenho O Irmão do Jorel, coproduzido pela Cartoon Network e Copa Studio, experiência que contará em sua palestra.

Rosaria Moreira também está na vanguarda da animação brasileira. Ganhou o prêmio de Melhor Curta do Festival durante o Anima Mundi 2016, Melhor Curta Brasileiro e prêmio Aquisição Canal Brasil com o filme autoral “O projeto do Meu Pai”.

Seu trabalho pode ser visto no BAF durante a Mostra Mulheres. Rosaria aproveita sua passagem pela capital do país e fala à plateia do evento sobre o participação feminina nesse mercado ainda pouco ocupado por elas.

Serviço:
2º BAF – Brasília Animation Festival (Festival de cinema de animação)
Dias: 12 e 13/10 (quinta e sexta) das 9h às 22h, 14 a 15/10 (sábado e domingo) das 9h às 21h30
Local: UNB-Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
ADUnB (Associação dos docentes da UnB)
Entrada franca (senhas distribuídas somente no dia, 1 hora antes do início da sessão)
Informações: https://www.facebook.com/BAF-553614178073029/?fref=nf
Instagram: @brasiliaanimationfestival
Classificação livre.

FERNANDA ABREU FAZ SHOW GRATUITO NO PÁTIO BRASIL NA QUINTA-FEIRA (28)

A semana será de show no Pátio Brasil. Nesta quinta, dia 28, a cantora Fernanda Abreu estará no shopping para mais uma apresentação do projeto Executiva no Palco.

A entrada é gratuita, mas os interessados precisam retirar os ingressos antecipadamente na Bilheteria Digital do Pátio Brasil, que já está fazendo a entrega. Quem doar um brinquedo, pode ficar em uma das 500 cadeiras VIPs que ficarão na frente do palco.

O show faz parte da turnê de “Amor geral”, primeiro trabalho de Fernanda Abreu em dez anos, desde que lançou o álbum “MTV Ao Vivo”.

Foi um tempo em que Fernanda trocou manchetes por linhas bastante pessoais: a mãe ficou em coma por seis anos e ela se separou após um casamento de 27 anos. Um dos motivos desse disco se chamar “Amor geral”, inclusive, foi a percepção da artista de que, em todos esses momentos, o amor foi o sentimento mais forte que ela sentiu, tanto nas horas de alegria quanto nas de tristeza.

Serviço:
Fernanda Abreu no Pátio Brasil
Dia 28/09 (quinta-feira), às 19h
Local: Pátio Brasil-área externa
Informações: (61) 2107-7400
– Pista: os 1.000 ingressos disponíveis devem ser retirados com antecedência na Bilheteria Digital do Pátio (piso 3).
– Cadeira VIP: os 500 lugares disponíveis devem ser retirados na Bilheteria Digital (piso 3) mediante doação de um brinquedo, que será entregue a uma instituição de caridade.
Entrada franca.
Classificação livre.

6º FESTIVAL SATÉLITE 061 INICIA PROGRAMAÇÃO NA FUNARTE

O Teatro e o gramado da Funarte Brasília, entre os dias 14 a 17 de setembro, serão os palcos de uma pílula para a edição 2017 do Festival Satélite 061,que acontece em novembro.

Apresentado pelos curadores do Festival como um ato político e de resistência, o ‘Palco Radar’ traz ao centro da Capital – mesa e bate-papo com artistas e produtores locais, espetáculo de rua, projeto de dança urbana e show com a rapper Thabata Lorena.

Inserido na programação plural e multiáreas do Festival Satélite 061, o Palco Radar descortina versatilidade, criatividade e traz em sua narrativa a provocação: “Minoria ou Oprimido?”.

Com peça infantil, mesa e bate-papo em prol de uma agenda positiva para 2018 e projetos de música black, o curador Edson Beserra apresenta nesta pílula do Palco Radar vertentes cujas narrativas versam acerca de temas pertinentes e que estão à pauta em nosso dia a dia.

Candomblecista, negro e homossexual, Edson se diz inserido e representado neste “coletivo chamado de minoria, por ser de oprimidos, mas que é maioria, é atuante e não descansa”.

Alinhado a este pensamento, o Palco Radar é um convite a caminhar através de territórios que enaltecem a feminilidade e também questões identitárias do negro no nosso País.

Espaços amplos e abertos, inseridos em paisagens urbanos que são Patrimônio da Humanidade, uma cena criativa pungente, com a presença plural e quase que infinita de vertentes artísticas, aliada a um extenso rol de agentes culturais engajados na realização produções, são pontos fortes e positivos que a população do DF encontra e desfruta por meio da realização de eventos de médio e grande porte, muitos deles gratuitos e grande parte ao céu aberto.

No entanto, ainda são muitos os desafios que agentes e produtores culturais têm que enfrentar quando da realização de eventos, como o acesso a patrocínios, as burocracias para a liberação de uso dos espaços públicos, lei do silêncio, transporte público eficiente, o apoio institucional de órgãos governamentais e, ainda, a definição de um calendário local eficiente para tantos eventos que vêm despontando.

Com o intuito de conversar e discutir os pontos fortes e pontos francos, além dos desafios e oportunidades, presentes e em potencial, na cena cultural brasiliense, o Festival Satélite 061 inaugura as atividades desta 6ª Edição com uma mesa onde participarão representantes de Festivais locais e agentes públicos. A mesa é uma iniciativa de Marta Carvalho, Edson Beserra e Débora Carvalho, curadores dos Palcos, Satélite 061, Radar e Radiofusão, respectivamente.

Estão convidados a participarem deste evento: artistas, produtores culturais, jornalistas, patrocinadores e assessores de imprensa a fim de, juntos, criar uma agenda positiva para 2018.

PROGRAMAÇÃO:

Mesa: Agenda Positiva – Festivais de Continuidade
Dia 14/09 (quinta-feira), às 17h
Local:Teatro Plínio Marcos da Funarte
Entrada gratuita, sem inscrição prévia
Informações: executiva.satelite061@gmail.com.

Show: Thabata Lorena
Dia 14/09 (quinta-feira), às 20h
Local:Teatro Plínio Marcos da Funarte
Comemorando 13 anos de carreira, a cantora e compositora traz em seu trabalho a fusão de elementos da cultura hip hop com a cultura popular brasileira; aboios cocos e ladainhas se somam as letras de rap, num equilíbrio sonoro único, hibrido, aveludado e dançante. Sem abrir mão de ser contundente em suas composições a rapper fala sobre negritude, contemporaneidade, empoderamento feminino, política e espiritualidade. Seu repertório autoral, apresenta as músicas do álbum Novidades Ancestrais em novas versões, músicas inéditas e novas parcerias.
Entrada gratuita
Classificação 16 anos.

Festa: BOOM BAP, de Brasília
Dia 15/09 (sexta-feira), das 17h às 23h: na área externa da Funarte.
A Boom Bap é um projeto voltado para as crews de dança e aos amantes da dança, para encontros e troca de experiências e para quem deseja se divertir com boa música negra mundial. Pôr do sol e cair da noite, ao som de cinco DJs da cena Black do Distrito Federal. A festa tem produção e idealização de Débora Carvalho, também curadora do Palco Radiofusão do Festival Satélite 061.
Entrada gratuita
Classificação 16 anos.

Foto: Leonardo Lima

Espetáculo: Zao e Zoraida, em Mapa pra Brincar, do Rio Grande do Sul
Dias 16 e 17/09 (sábado), às 16h, e (domingo), às 17h, no gramado da Funarte
Gênero: Espetáculo de Circo, para adultos e crianças
Direção: Jonas Piccoli
Duração: 50 minutos.
A história começa com o encontro dos dois palhaços que juntos partem para a busca da felicidade eterna. Seguindo o mapa, eles entram na floresta, passam por diversas situações cômicas, são pegos pelo guarda e vão parar na prisão. Eles aprendem a lição e partem em busca do tesouro, até que uma descoberta muda essa história.
Entrada gratuita
Classificação Livre
O espetáculo foi contemplado pelo Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo 2015.

Bate-papo: Roda de conversas com artistas do DF
Dia 16/09 (sábado), às 17h: no gramado da Funarte.
Entrada gratuita, sem inscrição prévia
Classificação Livre

CONCHA INSTRUMENTAL

Nos dias 16 e 17 de setembro, na área externa do Museu da República, o projeto ‘Concha Instrumental’ traz o que há de melhor da música instrumental produzida no DF e também outros projetos.

No sábado, a partir das 19h, apresentam-se, do Distrito Federal, o duo Victor Angeleas & Júnior Ferreira; o Juninho Di Sousa Quinteto; o grupo Zé Krishna & Amigos Eternos; e ainda, de São Paulo, Mental Abstrato.

No domingo, 17 de setembro, a partir das 18h, é a vez dos brasilienses Bernardo Bittencourt Quinteto; o grupo Funqquestra; Trio Muntchako e do veterano Duofel (SP).

Idealizado pelo produtor Rubens Carvalho, curador artístico do Gate’s Pub entre 1988 e 2009, o Concha Instrumental dialoga com as propostas que ele desenvolveu à frente da emblemática casa noturna brasiliense.

“Brasília é uma cidade com muita tradição em lançar grandes músicos instrumentais no cenário nacional e internacional. Daqui surgiram nomes como Raphael Rabello, Jorge Helder, Nelson Faria, Alfredo Paixão, Lula Galvão, Marcos Brito, Renato Vasconcellos, Erivelton Silva, Moisés Alves, Ademir Júnior, Hamiltom de Holanda, Gabriel Grossi, Pedro Martins e muitos outros”, elenca.

“E sempre estão surgindo novos talentos, com muito potencial. É necessário criar projetos para abrir espaços e divulgar as novas safras. A cidade respira música!”, comemora Rubens.

PROGRAMAÇÃO:

Dia 16/09 (sábado)
às 19h30-Victor Angeleas & Junior Ferreira
às 20h45-Juninho Di Sousa Quinteto
às 22h-Zé Krishna & Amigos Eternos
às 23h15-Mental Abstrato (SP)

Dia 17/09 (domingo)
às 18h30-Bernardo Bittencourt Quinteto
às 19h45-Funqquestra
às 21h-Muntchako
às 22h15-Duofel (SP)

Serviço:
Concha Instrumental
Dia 16/09 (sábado), às 19h, e 17/09 (domingo), às 18h,
Local: Museu Nacional da República- Esplanada dos Ministérios. ]
Entrada Franca.
Classificação Livre.

SEBASTIÃO SALGADO TRAZ A EXPOSIÇÃO ‘ÊXODOS’ PARA BRASÍLIA

A CAIXA Cultural Brasília abre sua Galeria Vitrine para a exposição ‘Êxodos’, do fotógrafo Sebastião Salgado, a partir de 30 de agosto.

A mostra traz uma coleção com 60 pôsteres, resultado de seis anos de viagens por 40 países, retratando pessoas que abandonaram sua terra natal contra a própria vontade.

O trabalho de Sebastião Salgado tem um teor social e por isso ele é considerado um dos maiores talentos da fotografia mundial.

“Mais do que nunca, sinto que a raça humana é somente uma. Há diferenças de cores, línguas, culturas e oportunidades, mas os sentimentos e reações das pessoas são semelhantes”, diz o fotógrafo.

Em ‘Êxodos’, o artista mostra a humanidade em trânsito, provocando no visitante uma reflexão sobre as questões políticas, sociais e econômicas dessas pessoas.

A coleção que compõem essa exposição foi doada por Lélia Wanick e Sebastião Salgado ao Instituto Terra, ONG ambiental que o casal fundou em 1998, em Aimorés (MG).

A mostra foi dividida em cinco temas, as imagens retratam a fuga de migrantes, refugiados e pessoas deslocadas em diferentes pontos do mundo; a tragédia da África; o êxodo rural, o conflito de terras e a urbanização caótica na América Latina; e imagens das megalópoles asiáticas.

Sobre o artista:
Sebastião Salgado nasceu em 1944, em Aimorés (MG). Formado em Economia, começou sua carreira de fotógrafo em Paris, em 1973. Trabalhou em agências como Sygma, Gamma e Magnum Photos até 1994, quando fundou a agência de fotografia Amazonas Images. Seus projetos fotográficos renderam inúmeras publicações na imprensa, livros e exposições apresentadas em museus no mundo inteiro.

O fotógrafo é embaixador de Boa Vontade da Unicef, membro honorário da Academy of Arts and Science dos Estados Unidos e é Commandeur de l’Ordre des Arts et des Lettres, pelo Ministério da Cultura e da Comunicação da França. Além disso, em 2016, foi eleito membro da Académie des Beaux-Arts de l’Institut de France.

Serviço:
Exposição: Êxodos – Sebastião Salgado
De 30/08 a 29/10 (de terça-feira a domingo, das 9h às 21h )
Local: Galeria Vitrine da CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Entrada franca
Informações: (61) 3206-9448 e (61) 3206-9449
Classificação livre.

PROJETO ITINERANTE LEVARÁ CINEMA GRATUITO PARA VÁRIAS REGIÕES DO DF

Nos meses de agosto, setembro e outubro, a sétima arte vai, literalmente, circular por Brasília. O projeto itinerante Cine Circular (www.cinecircular.bsb.br), inspirado na linha de ônibus mais popular entre os brasilienses, entre os dias 26 de agosto e 1 de outubro, levará cinema, cultura e cidadania a várias cidades do Distrito Federal, sobretudo àquelas onde não há salas de cinema e cuja população não tem o costume de desfrutar desse entretenimento, seja pela falta de opções ou condições financeiras. A iniciativa conta com entrada franca, mas é necessário a retirada de ingressos na bilheteria para cada sessão.

Em seis semanas, o Cine Circular possibilitará o acesso à magia do cinema em proporções extraordinárias, com a exibição de filmes nacionais e internacionais, gratuitamente, em estrutura capaz de receber até 700 pessoas por sessão, totalizando aproximadamente 9 mil espectadores ao final do projeto.

Entre as cidades previstas para as exibições serão contempladas Sobradinho, Samambaia, Recanto das Emas, Parque da Cidade, Taguatinga, e Arniqueiras, sendo destinados dois dias a cada uma delas, com duas sessões diárias (um curta e um longa-metragem), além da programação cultural que fica por conta de bandas locais e espetáculos teatral e circense. E, claro, muita pipoca e refrigerante, que também vale lembrar, a distribuição é gratuita.

A estrutura montada a céu aberto é incrível, começando pela grande estrela do espetáculo, uma supertela medindo 96m² com projeção HDV (High Definition Video) vídeo digital de alta definição e sistema de som Dolby Digital Surround 5.1 que deixam as sessões ainda mais impressionantes. No palco cultural, shows e performances imperdíveis. Cadeiras e banheiros higienizados estarão disponíveis e bem localizados para conforto da plateia. Para participar, bastará acompanhar a programação pelo site www.cinecircular.bsb.br, pelas redes sociais e chegar cedo para garantir o lugar. A entrada é gratuita!

NET e Claro realizam o projeto, com recursos da Lei de Incentivo à Cultura do Governo de Brasília e apoio da Brasal Refrigerante e do Grupo Fusion.

Serviço:

Parque da Cidade

26 de agosto

Atração: Vavá Afiouni

Curta: Bibinha, a luta continua!

Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações
27 de agosto

Atração: Circo Artetude

Curta: Ratão

Filme: Moana – Um mar de aventuras

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

Taguatinga

2 de setembro

Atração: Som de Papel

Curta: Ratão

Filme: Capitão América – Guerra Civil

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

3 de setembro

Atração: Teatro de Bonecos / Mamulengos

Curta: Procura-se

Filme: Angry Birds

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

Samambaia

9 de setembro

Atração: Grupo Brincadeira Boa

Curta: Dona Custódia

Filme: Velozes e Furiosos 5

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

10 de setembro

Atração: Circo Artetude

Curta: O Lobisomem e o Coronel

Filme: Minions

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

Recanto das Emas

16 de setembro

Atração: Chico Assis e João Santana

Curta: Ratão

Filme: Mulher Maravilha

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

17 de setembro

Atração: Teatro de Bonecos / Mamulengos

Curta: Dona Custódia

Filme: Rango

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

Arniqueiras

23 de setembro

Atração:  Passo Largo

Curta: O Lobisomem e o Coronel

Filme: Batman – O Cavaleiro das Trevas

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

24 de setembro

Atração:  Cia Mamulengo Alegria

Curta: Procura-se

Filme: Os Broxtrolls

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

Sobradinho

30 de setembro

Atração: Chico Assis e João Santana

Curta: O Lobisomem e o Coronel

Filme: Piratas do Caribe – A vingança de Salazar

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

1 de outubro

Atração: Circo Artetude

Curta: Ratão

Filme: A Noiva Cadáver

Horário: 16h – abertura da bilheteria

18h30 – abertura dos portões

19h – início das apresentações

Classificação Indicativa: Consultar programação no site

Informações: www.cinecircular.bsb.br

2ª EDIÇÃO DO CERRADO JAZZ FESTIVAL

A 2º edição do Cerrado Jazz Festival, acontece nos dias 25, 26 e 27 de agosto. Serão três dias repletos de música ao ar livre para todas as idades, na área externa da Funarte, com entrada gratuita.

O Cerrado Jazz traz para Brasília um festival com a proposta de mostrar a beleza e sensibilidade que a música instrumental proporciona e pretende aproximar o público dos grandes artistas que fazem da música uma ferramenta para transformar o mundo numa sociedade melhor.

Subirão ao palco do Cerrado Jazz Willie Walker (EUA), Annika Chambers (EUA), J.J. Jackson (EUA), Paula Zimbres (DF), Raul de Souza Quinteto (SP), Rodrigo Bezerra (DF), Robertinho Silva (RJ), A Engrenagem (DF) e Sérgio Ferraz Trio (PE).

“A ideia é criar um espaço que permita a expressão do jazz de forma genuína e proporcionar ao público uma música que eleve a alma. Brasília vai respirar nos dias do Cerrado Jazz uma ar mais puro e poético” explicam os curadores do Festival, Lorena Oliveira e o maestro Fabiano Costa.

COMPROMISSO COM A SUSTENTABILIDADE E O SOCIAL

O Cerrado Jazz Festival vai além das apresentações musicais para o grande público.
O projeto apresentações musicais em asilos e escolas para deficientes visuais. Vai realizar uma oficina e plantio de hortas comunitárias no Centro de Ensino Fundamental 02 Athos Bulcão.
Também, em parceria com a rede METARECICLAGEM, creches e orfanatos, o evento irá fazer coleta de lixo eletrônico e arrecadação de alimentos não perecíveis para doação durante os três de festival.
Contribua para um mundo melhor!!!

PROGRAMAÇÃO:

Dia 25 (sexta), às 19h
Rodrigo Bezerra (DF)
Raul de Souza Quinteto (SP)
Anikka Chambers (EUA)

Dia 26 (sábado), às 19h
Sérgio Ferraz Trio (PE)
A Engrenagem (DF)
Willie Walker (EUA)

Dia 27 (domingo) às 18h
Paula Zimbres (DF)
Robertinho Silva (RJ)
JJ Jackson (EUA)

Serviço:
Cerrado Jazz Festival
De 25 a 27/08 (sexta e sábado), a partir das 19h, (domingo), a partir das 18h
Local: Área externa da Funarte-Eixo Monumental
Entrada franca
Classificação livre.