2ª EDIÇÃO DO CERRADO JAZZ FESTIVAL

A 2º edição do Cerrado Jazz Festival, acontece nos dias 25, 26 e 27 de agosto. Serão três dias repletos de música ao ar livre para todas as idades, na área externa da Funarte, com entrada gratuita.

O Cerrado Jazz traz para Brasília um festival com a proposta de mostrar a beleza e sensibilidade que a música instrumental proporciona e pretende aproximar o público dos grandes artistas que fazem da música uma ferramenta para transformar o mundo numa sociedade melhor.

Subirão ao palco do Cerrado Jazz Willie Walker (EUA), Annika Chambers (EUA), J.J. Jackson (EUA), Paula Zimbres (DF), Raul de Souza Quinteto (SP), Rodrigo Bezerra (DF), Robertinho Silva (RJ), A Engrenagem (DF) e Sérgio Ferraz Trio (PE).

“A ideia é criar um espaço que permita a expressão do jazz de forma genuína e proporcionar ao público uma música que eleve a alma. Brasília vai respirar nos dias do Cerrado Jazz uma ar mais puro e poético” explicam os curadores do Festival, Lorena Oliveira e o maestro Fabiano Costa.

COMPROMISSO COM A SUSTENTABILIDADE E O SOCIAL

O Cerrado Jazz Festival vai além das apresentações musicais para o grande público.
O projeto apresentações musicais em asilos e escolas para deficientes visuais. Vai realizar uma oficina e plantio de hortas comunitárias no Centro de Ensino Fundamental 02 Athos Bulcão.
Também, em parceria com a rede METARECICLAGEM, creches e orfanatos, o evento irá fazer coleta de lixo eletrônico e arrecadação de alimentos não perecíveis para doação durante os três de festival.
Contribua para um mundo melhor!!!

PROGRAMAÇÃO:

Dia 25 (sexta), às 19h
Rodrigo Bezerra (DF)
Raul de Souza Quinteto (SP)
Anikka Chambers (EUA)

Dia 26 (sábado), às 19h
Sérgio Ferraz Trio (PE)
A Engrenagem (DF)
Willie Walker (EUA)

Dia 27 (domingo) às 18h
Paula Zimbres (DF)
Robertinho Silva (RJ)
JJ Jackson (EUA)

Serviço:
Cerrado Jazz Festival
De 25 a 27/08 (sexta e sábado), a partir das 19h, (domingo), a partir das 18h
Local: Área externa da Funarte-Eixo Monumental
Entrada franca
Classificação livre.

EXIBIÇÃO ESPECIAL DE “EL PORTÓN DE LOS SUEÑOS” NO INSTITUTO CERVANTES DE GRAÇA NESTA QUINTA-FEIRA (17)

O Instituto Cervantes de Brasília e Embaixada do Paraguai apresentam o filme “El Portón de los Sueños”, em homenagem ao centenário de nascimento Augusto Roa Bastos, um dos maiores escritores paraguaios e vencedor do Prêmio Miguel de Cervantes, em 1989. Dirigida pelo também paraguaio Hugo Gamarra, o título é narrado e protagonizado pelo próprio escritor, em uma aventura poética ao encontro do universo mítico de Roas e do Paraguai de ontem e hoje. A exibição será no dia 17 de agosto, às 19h30, no auditório do Instituto Cervantes. A entrada é franca.

Realizado em uma mescla de documentário e ficção, o longa mostra as visões de Augusto Roa Bastos sobre a história, a cultura do Paraguai e seus personagens, e revela o escritor como protagonista de seu próprio universo imaginário. A abertura da sessão será realizada pela Diretora de Relações Culturais do Ministério de Relações Exteriores da República do Paraguai, Lourdes Espínola Wiezell.

“El Portón de los Sueños”, foi finalizado em janeiro de 1998 e todo rodado no Paraguai em 1994, durante seis meses, nas cidades de Iturbe, Paraguarí, Sapucai, Maciel, Salto Monday, Itá, Capiatá e Asunción. O título é declarado de Interesse Educativo-Cultural pelo Ministério de Educação do Paraguai e utilizado em aulas nas escolas e universidades no país. No âmbito internacional, foi projetado em mais de 40 países e recebeu prêmio e distinções em diversos festivais da América e Europa. Foi, ainda, mencionado e estudado em ensaios acadêmicos de diversas nacionalidades.

Sobre Augusto Roa Bastos
Augusto Roa Bastos (Assunção, 13 de junho de 1917 – Assunção, 26 de abril de 2005) foi um escritor paraguaio, conhecido nas áreas do ensaio, do roteiro, da poesia e do romance. Entre 1932 e 1935, participou como enfermeiro na Guerra do Chaco, entre a Bolívia e o Paraguai, com apenas 15 anos. Em 1947 é obrigado a ir para o exílio, devido à perseguição da ditadura, na Argentina, onde publica pela primeira vez. Em 1970, devido a outra ditadura, é obrigado a exilar-se na Europa, na França, onde ensina literatura hispano-americana. Em 1982, numa breve visita ao seu país, perde a nacionalidade paraguaia e passa a ter nacionalidade espanhola. Recebe diversos reconhecimentos públicos pelo mérito, originalidade e qualidade da sua obra, entre os quais o “Concours International de Romans Losada”(1959), o “Prix du Memorial de America Latina” (1988) e é distinguido com o Prêmio Miguel de Cervantes em 1989. Sua obra está traduzida para cerca de 25 idiomas.

Serviço
Exibição do filme “El portón de los sueños”, legendado em português
Data: 17 de agosto
Horário: 19h30
Local: Auditório do Instituto Cervantes de Brasília
Endereço: SEPS 707/907 Lote D
Telefone: 3242-0603
Entrada franca
C.I.: Livre
brasilia.cervantes.es

EXPOSIÇÃO DO MAIOR PASSEIO CICLÍSTICO DO MUNDO HOMENAGEIA OS PAIS NO PARKSHOPPING

Em vinte e quatro cliques dos fotógrafos Nick Elmoor, Alexandre Perotto e Renato Amarante, que traz uma retrospectiva de passeios realizados em outros anos pelo The Distinguished Gentleman`s Ride (DGR) em Brasília e Belo Horizonte a partir de uma câmera GoPro e muita adrenalina com cenários que vão das montanhas do interior de Minhas Gerais à imensidão do estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos, emoldurando o que, para Amarante, é obra de arte também: a motocicleta em si.
Para quem não conhece o The Distinguished Gentleman`s Ride é o maior evento motociclístico de caridade do mundo. Em 2017 será realizado no dia 24 de setembro, simultaneamente, em mais de 600 cidades do mundo, abrangendo 95 países e mais de 70 mil motociclistas. O DGR foi criado por Mark Hawwa, na Austrália, em 2012, e rapidamente se tornou um evento de proporções globais, que vem se repetindo a cada ano com maior sucesso e maior número de participantes. Desde 2013 já arrecadou mais de 8 milhões de dólares em doações para pesquisas de combate ao câncer de próstata e programas de saúde mental, aos cuidados da Movember Foundation. Cada cidade organiza o seu próprio passeio e cada participante é estimulado a arrecadar doações junto aos seus amigos e familiares, numa saudável competição que premia os maiores arrecadadores de cada ano. Mesmo as pessoas que não são motociclistas podem participar por meio de doações, escolhendo um ou mais participantes que queiram apoiar, ou mesmo doando diretamente para uma das cidades que organizam seus passeios. Todas as doações, seja para participantes específicos, ou para cidades, são feitas diretamente no site da organização (www.gentlemansride.com) e direcionadas diretamente para a Movember Foundation.
Brasília se juntou ao movimento em 2015, quando foi organizado o primeiro passeio da cidade, com pouco mais de 50 participantes. No ano passado, Brasília contou com mais de 120 participantes e foi a cidade brasileira com maior volume de doações por participante. Em 2017 o objetivo é atingir a marca de 200 participantes e dobrar o volume de doações arrecadadas.

Fotos, barbearia e solidariedade
Aproveitando a ocasião da sua Promoção de Dia dos Pais, onde o grande prêmio será uma moto  Tiger Triumph

 

SERVIÇO:
Exposição DGR – Um passeio por Motos, Estilo e Saúde
Praça Central
De 01 a 13 de agosto
Das 10h às 22h (de segunda a sábado) e das 12h às 20h (aos domingos e feriados)
Entrada gratuita
Praça Central

Barbearia Dom Cabral
De 01 a 13 de agosto
Horário de Atendimento:
De segunda a sexta-feira das 12h às 15h e das 18h às 21h; Sábado das 10h às 21h; Domingo das 14h às 20h
Valores:
Corte – R$ 45, sendo R$ 20 repassados para a DGR
Barba – R$ 35, sendo R$ 20 repassado para a DGR

MARIA GADU SE APRESENTA NO TERRAÇO SHOPPING EM AGOSTO DE GRAÇA

Uma das vozes mais marcantes do atual MPB desembarca em Brasília em agosto. Maria Gadu traz para capital a turnê “Guelã – Ao vivo” no dia 10 de agosto, a partir das 21h, na Praça das Palmeiras – Terraço Shopping dentro do projeto Terraço In Concert. A entrada é franca.
A apresentação carrega um tom de autorretrato e de registro de fases de vida da cantora.
‘Guelã – Ao vivo’
“Esse é um registro que fecha um ciclo, uma etapa. Foi um passo importante pro caminho que quero traçar baseado no que posso aprender, degustar e assim externalizar em palavras e sons. Venho me questionando e colocando à prova todo o conhecimento adquirido ao longos dos meus 30 anos. Guelã é mutação. O registro serve pra explicitar o quanto poderei mudar hoje e amanhã”, diz Maria Gadu em uma declaração sobre o novo álbum.

O projeto Terraço In Concert apresenta o show da cantora Maria Gadú, tour Guelã ao vivo.
Data: 10 de agosto de 2017 (quinta-feira)
Horário: a partir 21h
Entrada franca.
Local: Praça das Palmeiras – Terraço Shopping

MARCIA TIBURI LANÇA O POLÊMICO “RIDÍCULO POLÍTICO” NA FNAC DO PARKSHOPPING NESTA QUARTA-FEIRA (5)

O novo livro de Márcia Tiburi, artista plástica e professora de Filosofia, chama-se “Ridículo político: uma investigação sobre o risível, a manipulação da imagem e o esteticamente correto” (Ed. Record). A publicação contará com lançamento e bate-papo na Fnac Brasília do ParkShopping, nesta quarta-feira, 05 de julho, às 19h30. O evento contará com bate-papo mediado pela jornalista Nahima Maciel. A entrada é franca.
Depois do sucesso de “Como conversar com um fascista”, já na décima edição e com 35 mil exemplares vendidos, a filósofa, romancista, ensaísta e professora Marcia Tiburi se lança em mais uma investigação em total consonância com o tempo presente. Como se deixasse o leitor defronte ao espelho de sua época, e lhe mostrasse pela primeira vez aquilo que ele sempre viu, Tiburi descortina detalhes do cenário onde reside hoje todo o mal-estar estético e ético. Os ensaios de “Ridículo político” mostram, acima de tudo, como deveria ser tratada com mais seriedade a relação entre política e estética.
A professora (como prefere ser apresentada desde que a categoria começou a ser vítima de ataques como os da “escola sem partido”) não é apenas carismática, mas também otimista.
Em 238 páginas, Marcia Tiburi, argumenta que as cenas ridículas da política e seus personagens conhecidos não são apenas produtos de pessoas despreparadas para os cargos que ocupam, mas também fazem parte de uma deturpação que serve a uma nova política. “Abusadores do poder seguem sempre mais poderosos como engraçadinhos ou bufões inofensivos, muitas vezes até confiáveis, enquanto a população paga um preço altíssimo por uma despolitização apresentada como o melhor dos mundos”, afirma.

Lançamento do Livro “Ridículo político: uma investigação sobre o risível, a manipulação da imagem e o esteticamente correto” de Márcia Tiburi e bate-papo com a autora
Dia 05 de julho, quarta-feira, às 19h30
Fnac Brasília – ParkShopping
SAI/SO ÁREA 6580 LUC 149P – GUARÁ BRASILIA – DF
Entrada Franca e Livre para todos os públicos – Evento sujeito a lotação
Informações: (61) 21052000

FESTIVAL BB SEGURIDADE OCUPA O PARQUE DA CIDADE NO SÁBADO (24)

Em sua terceira edição, o Festival BB Seguridade de Blues e Jazz ocupará o estacionamento 4 do Parque da Cidade, no sábado, 24 de junho, a partir das 14h. A entrada é franca.
A grande atração do festival será o cantor Zeca Baleiro que se apresenta com um repertório exclusivo de blues. Outras atrações confirmadas são, Joe Louis Walker, Wallace Roney Quintet e Hermeto Pascoal.
Em 2016, o festival reuniu 15 mil pessoas em São Paulo; 20 mil, em Brasília; 18 mil, em Recife; e 32 mil, em Porto Alegre. Em sua edição inaugural, em 2015, o Festival BB Seguridade de Blues e Jazz teve edições em São Paulo e Brasília com nomes como Stanley Jordan, Blues Etílicos e Nuno Mindelis.
A programação mescla blues e jazz e conta com line up caprichada, além de eventos para as crianças. A linda e carismática cantora e gaitista argentina Xime Monzon, que vai dividir o palco com Flávio Guimarães, o incendiário guitarrista americano Larry McCray, o consagrado Zeca Baleiro, fazendo um inédito show de blues, e a lenda da música mundial Hermeto Pascoal e a banda Oswaldo Amorim Trio + Um, de Brasília, compõem o elenco.

Programação

14h00 Red Hot Jazz Band

15h00 Oswaldo Amorim Trio + Um

16h10 Tributo Deuses da Guitarra

17h10 Xime Monzon e Flávio Guimarães

18h15 Hermeto Pascoal

19h20 Larry McCray

20h40 Zeca Baleiro em um show de Blues

Atividades especialmente programadas para as crianças

– Oficina de desenho e colagem

– Oficina de malabares

– Oficina de musicalização

– Pintura artística facial

– Escultura de balão

As atividades infantis começam às 14h e vão até às 18h.

A entrada é gratuita e os shows estão marcados até as 22h.

S E R V I Ç O
Festival BB Seguridade de Blues e Jazz
Data: 24/06
Horário: a partir das 14h
Local: Estacionamento 4 do Parque da Cidade
Entrada Gratuita

CLARA ARREGUY E ONÃ SILVA LANÇAM PUBLICAÇÕES NA 33ª FEIRA DO LIVRO DE BRASÍLIA

O evento é promovido pela Câmara do Livro do Distrito Federal e ocorrerá na área externa do shopping Pátio Brasil entre os dias 16 e 25 de junho, das 10h às 22h, com entrada franca.
A Jornalista, escritora e editora de Brasília, Clara Arreguy lançará, no dia 17 de junho, as obras “1974” e “A Vovó Fala Tudo Errado”, da outubro Edições. A autora também participará de contação de história para o público infantil no dia 19 e de debate sobre a literatura juvenil no dia 20.
A goiana Onã Silva levará para a 33ª edição da Feira do Livro de Brasília o inédito Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô. A autora revela nas suas letras leves – mas nem por isto menos sérias – os direitos do trabalhador, a cidadania e os assédios morais em ambientes de trabalho. O livro será lançado na feira e exibido para o público no dia 24 de junho (sábado), às 18h. Na ocasião, a artista recitará os arretados cordéis trabalhistas acompanhada de atores.
A escritora aproveitará também o momento da feira para lançar os livros Estomaterapia: Cuidado à Fina Flor da Poesia e Sai Pra Lá Com Essa OS, A Saúde do Povo Agradece no dia 18 de junho (domingo), às 17h.
Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô é uma obra publicada com apoio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, com recursos oriundos do FAC – Fundo de Apoio à Cultura.

 Clara Arreguy
Atuou como repórter, crítica, cronista e editora em 30 anos de jornalismo. Trabalhou nos jornais Estado de Minas, de Belo Horizonte, e Correio Braziliense, de Brasília, além da Veja Brasília, onde assinou crônicas nos dois anos em que a revista circulou. Foi também editora e redatora em assessorias de comunicação de empresas e governos, até criar a Outubro Edições, que publica livros de sua autoria e de outros escritores de Brasília, Minas e São Paulo. Em menos de dois anos de atuação, a editora independente já produziu 19 títulos em vários gêneros, como romances, contos, crônicas, reportagens e literatura infanto-juvenil.
Com “1974” e “A Vovó Fala Tudo Errado”, Clara Arreguy chega a 13 livros publicados, numa carreira iniciada em 2005 com “Segunda divisão” (Editora Lamparina) e “Fafich” (Conceito Comunicação). Vieram depois os romances “Tempo seco” (Geração Editorial), “Rádio Beatles” e “Siga as setas amarelas”, os volumes de crônicas “Catraca inoperante” e “O planeta das flores amarelas” e o infantil “Oit Labina” (todos pela Outubro), o livro de contos “Sonhos olímpicos” (Editora Franco) e o romance “Dia de Sol em Tempo de Chuva” (Chiado Editora).
Desde 2012, Clara Arreguy integra o Instituto Cultural Casa de Autores, de Brasília, do qual agora é vice-presidente.

Onã Silva
A Poetisa do Cuidar, Onã Silva é goiana, mas é arretada nas rimas e nos trocadilhos em nordestinês que herdou por influência dos pais. Não à toa, como recita em cantoria “Eu sou enfermeira-artista, a poetisa do cuidar. Eu gosto de carne seca e também de mungunzá. Simbora, gente pra Feira, Meu livro de Cordel vou lançar!”. Enfermeira, atriz, poetisa, especialista em saúde pública, mestre e doutora em educação, a artista radicada na capital federal, Onã Silva, já publicou mais de 20 obras pelo Brasil afora. Recebeu, ainda, o título de recordista homologado pelo Rank Brasil com o primeiro livro sobre histórias de enfermagem que utiliza a literatura de cordel – Histórias de Enfermagem no Universo de Cordel (2013). Afinal, ela vale-se da arte, das suas letrinhas criativas e da sua experiência com saúde pública para interagir com o público, promover o acesso e o cuidar.

Feira do Livro de Brasília
A Feira do Livro de Brasília chega à sua 33ª edição com mais de 100 expositores, dentre livrarias, editoras, distribuidoras e revistas. Além de homenagear o artista Belchior, o evento deste ano conta com as temáticas de inclusão e cidadania. De 16 a 25 de junho, no Pátio Brasil Shopping (Setor Comercial Sul).

Serviço
Lançamento de 1974 e A Vovó Fala Tudo Errado, de Clara Arreguy / Outubro Edições
Data: dia 17 de junho (sábado)
Hora: 18h
Local: estande da distribuidora de livros Arco-Íris / área externa do Pátio Brasil (W3 Sul)
Preço: R$ 35 cada título, R$ 60 os dois
Informações: (61) 99115-8485 / clarreguy59@gmail.com
Funcionamento da Feira do Livro: de 16 a 25 de junho, das 10h às 22h
Participações na Feira do Livro:
Dia 19, às 11h, contação de história com Clara Arreguy e seu livro infantil “Oit Labina”
Dia 20, às 19h, mesa-redonda com Clara Arreguy sobre literatura juvenil

Serviço
Onã Silva, A Poetisa do Cuidar na 33ª edição da Feira do Livro de Brasília
Local: Pátio Brasil Shopping (Setor Comercial Sul)
De 16 a 25 de junho
Lançamentos e tarde de autógrafos: Lançódromo – espaço de lançamento dos livros Estomaterapia: Cuidado à Fina Flor da Poesia e Sai Pra Lá Com Essa OS, A Saúde do Povo Agradece – 18 de junho (domingo), às 17h
Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô– 24 de junho (sábado), às 18h, com recitações e presença de atores
Mais informações: www.onasilva.com.br

ROBERTA CAMPOS FAZ SHOW NO PIER 21 NO DIA DOS NAMORADOS COM ENTRADA FRANCA

 

Depois de lotar o Teatro dos Bancários no Festival MOVA em maio, a cantora e compositora Roberta Campos volta a capital para show gratuito no Pier 21, em Brasília, no dia 12 de junho (segunda-feira). O evento faz parte das comemorações do dia dos namorados do centro de compras.  O show de abertura ficará por conta da banda brasiliense Apráticos. A entrada é franca.
A artista traz a Brasília o show do novo trabalho, “Todo Caminho É Sorte”. Dentre as canções do repertório, estão as autorais “Ensaio Sobre o Amor”, “Abrigo” (parceria com Fernanda Takai) e “Amiúde”, além de releituras de sucessos como “Casinha Branca” (de Gilson e Jordan) e “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (Lô Borges e Márcio Borges).
Para comemorar o dia dos namorados, os restaurantes e bares do shopping também entrarão no clima e contarão com surpresas na noite do dia 12. Os casais apaixonados poderão curtir a noite a luz de velas com cardápios especiais. As reservas já estão abertas.

Com mais de 200 composições no currículo, Roberta Campos é autora de grandes sucessos que integraram trilhas sonoras de novelas da TV Globo, como “Minha Felicidade” (Sol Nascente), “Varrendo a Lua” (Malhação), “Sete Dias” (Amor Eterno Amor) e “Felicidade” (Além do Horizonte).
Seu maior sucesso “De Janeiro a Janeiro” também integrou a trilha da novela Sangue Bom. Composição gravada em parceria com Nando Reis, a canção chegou ao primeiro lugar nas rádios de todo o Brasil e ultrapassou a marca de 32 milhões de visualizações em um canal de vídeos na internet.

Em mais de 15 anos de carreira, Roberta já cantou ao lado de artistas como Milton Nascimento, Fernanda Takai e Moska e teve composições gravadas por várias bandas, como Patu Fu e Nenhum de Nós.

Apráticos
Um Duo do gênero Nova MPB, que reedita a velha parceria Letra & Música. Com Flávio Delli comandando as letras e George Costa as melodias e arranjos, o que se ouve é a perfeita harmonia entre letras poéticas e melodias bem desenhadas, sempre com arranjos que priorizem a alegria, a dança e o jeito energizante do brasileiro. Os dois, amigos de infância, trilharam por 10 anos carreiras separadas, o primeiro no teatro e teatro-musical e o segundo na música instrumental. Durante todo esse tempo, compunham por necessidade, sem pensar em mercado ou público. Enfim, para a sorte da música autoral, decidiram reunir as composições e transformá-las em trabalho. Dessa decisão saiu o 1º EP Apráticos, que reúne 5 músicas.
Apráticos, além de música, é uma ideia de se fazer arte: tudo começou com um perfil de poesias na internet, que cresceu muito, atingindo 30 mil seguidores no instagram em pouco tempo, e culminou na música. Em todas as linguagens artísticas, o que os Apráticos propõe é uma oposição ao mundo prático; ser aprático significa olhar para o mundo e agir seguindo critérios pouco úteis a curto prazo. A arte é, em essência, aprática.

SERVIÇO
Show Roberta Campos “Todo Caminho É Sorte”
Dia 12 de junho (segunda-feira)
Horário: às 19h30
Local: Praça central do Pier 21
Banda de abertura: Apráticos
Entrada franca
Classificação indicativa: Livre
Informações: (61) 32512121

FERNANDA ABREU FAZ SHOW EM BRASÍLIA DO ACLAMADO DISCO “AMOR GERAL” DE GRAÇA

Depois de dois anos sem se apresentar na capital, a carioca Fernanda Abreu faz show na tradicional Noite Cultural T-Bone. No evento que acontece nesta quinta-feira (25), a artista estará acompanhada pela banda formada por Tuto Ferraz (Bateria e programação eletrônica), Andre Carneiro (Baixo), Leo Vieira (Guiatarra), Donatinho (Teclados), Alegria Mattus (Back vocals) e Voctorya Devin (Balé).
São sete álbuns gravados sob influência musical de Michael Jackson, Madonna, Massive Attack, Chico Science e D’Angelo. Como atriz, Fernanda fez participações em novelas, programas de auditório, filmes e é autora de três livros.
Criado há 19 anos, o projeto Noite Cultural já trouxe, gratuitamente, nomes de destaque da MPB, como Tom Zé, Erasmo Carlos, Milton Nascimento, Ivan Lins, Moraes Moreira, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Raimundo Fagner, Elba Ramalho e Zélia Duncan.

36ª Noite Cultural T-Bone
Em 25 de maio, às 20h, no Açougue Cultural T-Bone (CLN 312, Bloco B, Loja 27). Entrada franca

NIVEA VIVA TERÁ CÉU E SKANK EM TRIBUTO A JORGE BEN JOR EM BRASÍLIA

Céu

A cantora e compositora Céu vem com a missão de ser a única mulher na homenagem NIVEA Viva Jorge Ben Jor, que ocupa o parque da Cidade no domingo, 11 de junho. O evento contará ainda com a banda mineira Skank e o próprio homenageado no palco.
Em sua sexta edição, o projeto musical Nivea Viva vai homenagear Jorge Ben Jor. A turnê que já passou por Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza chega a Brasília no próximo mês.
De acordo com Monique Gardenberg, diretora artística do projeto, o repertório contará com 32 músicas. “As canções estão sendo trabalhadas nos ensaios, mas a única coisa certa é que a abertura será ao som de ‘O dia em que o sol declarou seu amor pela terra’”, adiantou.
O repertório do show – que terá momentos de encontro com os artistas e, no final, uma celebração com todos juntos – traz mais de 30 músicas, de todas as fases da carreira do artista, como “Os alquimistas estão chegando” (Skank e Céu), “Chove chuva” (Céu), “Balança pema” (Skank), “Umbabaraúma” (Skank e Jorge), “Mas que nada” (Céu e Jorge) e “Taj Mahal” (Ben Jor, Céu e Skank), num variado passeio pelo repertório do homenageado. No palco, atuando como usinas sonoras do espetáculo, vão se alternar o Skank e a banda do Zé Pretinho, que há tantos anos acompanha Ben Jor. No encerramento, ao som de “País tropical” e “Fio maravilha”, elas vão tocar juntas também, dobrando a potência do show, com dois baixos, duas baterias, etc.

NIVEA Viva Jorge Ben Jor
11 de junho (domingo), às 17h
Parque da Cidade – Praça das Fontes – estacionamento 9 – acesso 906/7 Sul – Brasília – DF
Entrada franca e livre para todos os públicos