ORQUESTRA CAPITAL PHILHARMONIA REALIZA ÚLTIMO CONCERTO NESTA QUINTA-FEIRA (19) COM SOLISTA IVAN QUINTANA

O último concerto do Ciclo Sinfônico em homenagem ao compositor alemão Mendelssohn contará com uma apresentação solo do violinista peruano Ivan Quintana nesta quinta-feira, 19 de outubro, no Teatro dos Bancários. E para encerrar, em grande estilo, a série idealizada pelo maestro Artur Soares, será executada a Sinfonia nº 3 em Lá menor (Escocesa/1842) e concerto para violino em mi menor com o solo de Ivan Quintana. Formado no Conservatório Superior de Música de Lima e bachalerado na UFRJ com mestrado na UFG, Quintana  também é spalla da orquestra Capital Philharmonia.
A ideia de fazer uma série de concertos de obras de um mesmo compositor já estava há algum tempo na cabeça do maestro Artur Soares, fundador e regente da Philharmonia desde 2012 e que, desde então, tem se apresentado à frente da orquestra em concertos sinfônicos com obras de compositores como Beethoven, Liszt e Tchaikovsky, entre outros. “Acho que essa é uma oportunidade única para o público brasiliense apreciar, através de uma série, o conjunto de obras de um mesmo compositor e dessa forma analisar essas peças em conjunto e não separadamente como acontece, normalmente”, afirma Artur que tem o sonho de que esse projeto possa acontecer anualmente sempre dedicado a um compositor diferente. A escolha de Mendelssohn para a estreia teve alguns motivos, entre eles o fato de ser um compositor que se adapta ao tipo de orquestras menores como é o caso da Philharmonia composta por 35 músicos e também por ser o ano em que se completam 170 anos de falecimento do compositor alemão.

Orquestra Philharmonia
Fundada em 2012 pelo maestro Artur Soares, a orquestra composta por jovens solistas surgiu para a apresentação da ópera Don Giovanni de Mozart e tem se apresentado em concertos sinfônicos e óperas acompanhando solistas como o pianista André Kacowicz, o trompetista Marcelo Arantes e as violinistas Samara Bley e Janaína Fernandes. Recentemente se apresentou na montagem da ópera Fidélio de Beethoven, na Escola de Música de Brasília.

Artur Soares
O maestro Artur Soares começou os seus estudos de música na Escola de Música de Brasília em 1994 onde estudou teoria e piano até 1998 com a professora Valéria Pacheco. É compositor e entre as suas obras destacam-se uma sinfonia, concertos, músicas corais e também para grupos de câmara. Recentemente compôs um Salmo em ocasião do jubileu de prata do Coro Sinfônico Comunitário da UnB.
Em 2006 começou aulas de regência com o Maestro Emílio de César, com quem trabalhou como assistente e correpetidor no Coral Brasília. Participou de masterclasses de regência com professores como os Maestros Stojan Kuret, em regência coral, e em regência orquestral com os Maestros Ricardo Rocha, no 34o, 36o e 37o CIVEBRA, Roberto Paternostro, em Berlim (Alemanha) e com Kenneth Kiesler em Berlim e no Retiro de Regentes de Medomak (EUA).
Em 2012 fundou a orquestra Capital Philharmonia da qual é regente. Já se apresentou, com o grupo Vox Dei Brasília, a cantata Membra Jesu Nostri, de Buxtehude, o Glória, de Vivaldi e o espetáculo “O Cortiço – uma metamorfose lírica”. Foi diretor musical do projeto de extensão da UnB “Ópera Estúdio”, que apresentou as óperas Così Fan Tutte, de Mozart, Don Pasquale, de Donizetti e um programa de gala lírica.

Ivan Quintana
O violinista peruano Ivan Quintana é formado no Conservatório Superior de Música de Lima, bachalerado na UFRJ e mestrado na UFG. Foi aluno de Ruggiero Ricci no 92 Internationale Sommerakademie Mozarteum Salzburg na Austria. Participou do XLIV Concorso Internazionale di Violino “Premio Paganini” em Gênova na Itália  foi músico da OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), a Orquestra Sinfônica Brasileira e foi Spalla da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, da Orquestra Filarmônica de Lima e da Orquestra Sinfônica de Goiânia. Atualmente é spalla da Capital Phillarmonia e no último concerto da série do compositor Mendelssohn, no dia 27 de outubro, fará um solo de violino.

Ciclo Sinfônico Felix Mendelssohn Barthody
Teatro dos Bancários
19 de outubro
Horário: 19:30 horas
Ingressos: R$ 40,00 (inteiro) e R$ 20,00 (meia-entrada)
Vendas: bilheteriadigital.com ou em pontos de vendas no: Conjunto Nacional, Brasília, Pátio e Alameda shoppings e Feira dos Importados
Nos dias de espetáculos os ingressos serão vendidos na bilheteria do Teatro dos Bancários
Classificação indicativa: Livre

CHURRASCK N’ ROLL 2017

Vem aí a edição 2017 do Churrasck´n´Roll! No dia 18 de novembro (sábado) o já tradicional encontro gastromusical brasiliense ocupará um novo local: o CongressHall (Clube do Congresso – QI 16, Lago Norte).

Serão 10 horas de evento, mas em horário diferente: das 15h a 1h, com 14 shows divididos em dois espaços. A outra novidade é que, a partir deste ano, os ingressos terão preços diferenciados: a área open bar/open food tem valor promocional e unissex de R$ 200.

E haverá outra área somente open food com ingressos (também promocionais) a R$ 90 por pessoa – ambos já à venda exclusivamente pelo site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/churrasck-n-roll-com-plebe-rude-18-de-novembro.

O line up já tem 12 atrações confirmadas: destaques para as presenças da veterana banda Plebe Rude e do bluesman norte-americano Breezy Rodio, diretamente de Chicago.

Além das autorais Cachorro Cego, Passo Largo, Darshan e Distintos Filhos e de tributos a Lynyrd Skynyrd (comandado pelo guitarrista Kiko Peres), Iron Maiden, Queens of the Stone Age, Led Zeppelin e Legião Urbana e clássicos do rock.

Realizado desde 2003, o Churrasck´n´Roll alia shows de rock e blues ao open bar/open food que oferece churrasco completo (com devidos acompanhamentos, inclusive opção para vegetarianos), bebidas e drinks diversos, caldos e arroz de carreteiro, chopes artesanais e espaço infantil.

O cardápio deste ano ficará a cargo do chef Tonico Lichtsztejn, do restaurante 400Quatrocentos e do encontro “Chef nos Eixos”.

Serviço:
Churrasck N’ Roll 2017
Dia 18/10 (sábado), das 15h a 1h
Local: CongressHall -Clube do Congresso – QI 16, Lago Norte)
Atrações confirmadas: Plebe Rude, Breezy Rodio (EUA), Cachorro Cego, Passo Largo, Darshan, Distintos Filhos, Kiko Peres (tributo a Lynyrd Skynyrd), Iron Maythem (tributo a Iron Maiden), Kotme (tributo a Queens of the Stone Age), Celebration Band (tributo a Led Zeppelin), Quatro Estações (tributo a Legião Urbana) e Motorband (clássicos do rock)
Ingressos:
Open bar/open food: R$ 200
Open food: R$ 90
Até 12 anos: entrada franca
Ponto de venda: site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/churrasck-n-roll-com-plebe-rude-18-de-novembro), com taxa de conveniência de 15%
Informações: www.facebook.com/events/166394807243659
Classificação 18 anos

ESPETÁCULO ‘LIBERDADE ASSISTIDA’

Em outubro, Brasília receberá a estreia do espetáculo “Liberdade Assistida”, inspirado em depoimentos, cartas, e entrevistas de mulheres encarceradas ou que passaram pela prisão em diferentes cidades do país; e em pesquisas acadêmicas, livros e poesias, o espetáculo se desenvolve a partir de cinco espaços físico-emocionais, revelando como a realidade prisional pode se confundir com a vulnerabilidade das periferias brasileiras.

“Como diretor, eu estou interessado nas particularidades do corpo e da mente do intérprete para ir ao encontro do desenrolar da encenação. O processo de criação de ‘Liberdade Assistida’ está focado na busca de um corpo poético construído com ferramentas que possibilitem as expressões dos diferentes estados que a atriz precisa para revelar as histórias das personagens. A dramaturgia que eu proponho está centrada neste corpo, um corpo vivo, poroso, pulsante”, explica o diretor Edson Beserra.

Para Marta Carvalho, o monólogo também propõe um debate sobre a marginalização da integridade física, moral e psíquica das mulheres negras, tão presente nas prisões e nas periferias brasileiras.

“Liberdade Assistida” – que marca a estreia do trabalho solo no teatro de Marta Carvalho – tem dramaturgia de Ana Flávia Magalhães Pinto e trilha sonora de Higo Melo.

“Com patrocínio da Petrobras, o projeto “Liberdade Assistida” foi um dos vencedores da categoria Artes Cênicas do 4º Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, também conhecido como Prêmio Afro, ao lado de montagens como “Traga-me a Cabeça de Lima Barreto”, consagrado monólogo interpretado pelo ator Hilton Cobra”.

Sobre Marta Carvalho
Com mais de 20 anos de experiência em áreas de multilinguagens culturais, Marta Carvalho tem em sua história a coordenação e gestão de projetos de grande expressão nas áreas de cinema, música, teatro, dança e formação de jovens.

Idealizadora e Curadora do Festival Satélite 061 que em 2017 chega a sua VI Edição, Marta possui larga experiência na gestão de festivais nacionais e internacionais de cinema e música sediados em Brasília.

No teatro, ela atuou em vários espetáculos, entre eles “Os Fuzis da Senhora Carrar” (1992), de Bertold Brecht; “Moby Dick” (1993-1998), de Herman Melville; “Ato Confessional Número 5” (1999-2010), de Ricardo Guilherme; e “À Luz da Lua” (1996-1999), de Os Punhais.

Serviço:
Espetáculo “Liberdade Assistida”
De 24 a 29/10 (quarta a sábado, às 21h; e domingo, às 20h. Na terça (24/10), a sessão será fechada para convidados.
Local: Espaço Cena-CLN 205 Norte, Bloco C
Ingressos: R$20 e R$10
Informações: 3349-3937
Classificação 16 anos.

NEY MATOGROSSO CELEBRA 40 ANOS DE CARREIRA COM SHOW EM BRASÍLIA

No dia 29 de outubro (domingo), o cantor Ney Matogrosso desembarca em Brasília com o show que celebra seus 40 anos de carreira.
A apresentação, que acontece no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, fará um passeio pelos grandes sucessos do artista, como ‘Sangue Latino’, ‘O Vira’ e ‘Rosa de Hiroshima’. Os ingressos variam entre R$ 80 (poltrona superior – meia) e R$ 500 (poltrona VIP – inteira) no www.bilheteriadigital.com informações (61) 3364-2694 / 3248-5221. Censura 14 anos.

LINIKER E OS CARAMELOWS SE APRESENTAM NO FESTIVAL TAGUATINGA DE CINEMA

12º edição do Festival Taguatinga de Cinema, que começa em 1º de novembro e segue até o dia 4 de novembro.  Liniker e os Caramelows fazem show de encerramento do evento no sábado (4), a partir das 23h, no Teatro da Praça em Taguatinga. Os brasilienses da Talo de mamona farão as honras para o grupo paulista.
Após lançar o primeiro álbum, “Remonta”, em setembro de 2016, ela se tornou conhecida com o single de “Zero”, de sua autoria. Publicado no Youtube em outubro, o clipe foi visto mais de 10 milhões de vezes.
Nascido Liniker de Barros Ferreira Campos (em homenagem ao futebolista inglês Gary Lineker), ela não se identifica com a classificação binária de gênero (masculino e feminino), mas gosta e pede para ser tratada no pronome feminino.
Ela chama atenção pela beleza e potência de sua voz (que vai do grave ao agudo), figura (o figurino é composto por ela e inclui saias, camisetinhas, vestidos, turbantes, brincos, colares, batom) e canções que falam de amor de um jeito sensual em ritmo de soul.

Viceoclipe gravado no Lago Paranoá, em Brasília com participação de Marcelo Jeneci

Show: Lineker e os Caramelows
04/11 Sábado, 23h
Teatro da Praça – QNB, 1 – AE 01 -Taguatinga DF
Entradas: Assista alguma sessão da Mostra Competitiva, vote no melhor filme e troque seu bilhete pelo ingresso da festa de encerramento com Talo de Mamona, Lineker e os Caramelows! 

SELETIVA PORÃO DO ROCK ETAPA FINAL

A terceira e última Seletiva Porão do Rock 2017 será realizada nessa quinta-feira (feriado), 12 de outubro, a partir das 17h, no Saloon Red Rock Alternativo (QI 616, Samambaia).

Serão mais 10 bandas em busca de duas vagas no Festival Porão do Rock, previsto para o dia 25 de novembro.

Tocarão (pela ordem dos shows): A Culpa é de Dulce, Humbold, Horta Project, O Tarot, Brancunians, D´Ladrine, Vontana, Eufohria, Selvet e Pollares.


O show de encerramento será da convidada ‘Os Gatunos’, substituta do Trampa, que não poderá mais se apresentar devido a conflitos de agenda.

Nas duas primeiras Seletivas se classificaram as bandas brasilienses Maria Sabina & a Pêia, Lupa, Mofo e Agressivo Pau Pôdi.

Serviço:
Seletiva Porão do Rock
Dia: 12/10 (quinta-feira), às 17h
Local: Saloon Red Rock Alternativo (QI 616, Samambaia)
Bandas participantes (pela ordem dos shows): A Culpa é de Dulce, Humbold, Horta Project, O Tarot, Brancunians, D´Ladrine, Vontana, Eufohria, Selvet e Pollares
Banda de encerramento (convidada): Os Gatunos
Entrada: R$10 (somente no local)
Classificação 18 anos.

DOCUMENTÁRIO ‘BARÉ COLA -USUÁRIOS DO ROCK’ TEM LANÇAMENTO NO DRIVE-IN

BANDA LITTLE QUAIL AND THE MAD BIRDS EM 1995 APRESENTADA NO LONGA DOCUMENTÁRIO GERAÇÃO BARÉ-COLA – USUÁRIOS DE ROCK DE PATRICK GROSNER 2014
FOTO: PATRICK GROSNER

Mais do que uma testemunha ocular (e auditiva!) do rock de Brasília, Patrick Grosner registrou em incontáveis fotografias a efervescência da cena que tomou conta da cidade nos anos 1990 – e que revelou para o resto do país bandas como Raimundos, Little Quail e Maskavo Roots.

Foi com este privilegiado olhar de insider que Patrick conduziu sua estreia na direção cinematográfica, o documentário Geração Baré-Cola – Usuários de rock – que, em 19 de outubro, será lançado em DVD e BluRay em evento no Cine Drive-In que contará com a projeção do longa-metragem seguida de breves apresentações – no melhor espírito da saudosa Feira de Música – de sete grupos daquela época: Detrito Federal/BSB-H, DFC, Os Cabeloduro, Dungeon, Filhos de Menguele, Os Alices e Restless.

BANDA RAIMUNDOS EM 1992 APRESENTADA NO LONGA DOCUMENTÁRIO GERAÇÃO BARÉ-COLA – USUÁRIOS DE ROCK DE PATRICK GROSNER 2014
FOTO: PATRICK GROSNER

O título do documentário alude a uma famosa música da Legião Urbana, sugerindo um contraste entre a leva de bandas brasilienses da década de 1980, de grande sucesso comercial e de público, e a turma que veio depois, mais ligada ao underground – e que buscava outros sabores musicais, com mais misturas, tanto de ingredientes nacionais quanto estrangeiros.

Essa mentalidade fez proliferar centenas de bandas originais pelo Distrito Federal, de todos os tipos, sérias ou engraçadas, influenciadas por heavy metal, reggae, rockabilly, hardcore, hip hop, rock alternativo e o que mais desse na cabeça.

Abordando um período que vai do final dos anos 1980 até 1994, ou seja, às vésperas do estouro nacional dos Raimundos, Geração Baré-Cola apresenta 29 bandas, desde as mais conhecidas até as que ficaram na poeira do tempo, e costura sua narrativa com registros raros retirados de 30 fitas VHS, como filmagens de shows, ensaios, gravações em estúdio e videoclipes, além de fotografias, cartazes, panfletos e depoimentos de 39 músicos que fizeram parte dessa história.

As entrevistas, bem-humoradas e cheias de bons causos, ajudam a entender o contexto histórico, social e cultural em que as bandas surgiram, como formaram suas personalidades musicais e como era a vida em Brasília naquele período.

A versão em DVD/BluRay de Geração Baré-Cola – Usuários de rock conta com uma série de extras: galeria de fotos das bandas tiradas por Patrick Grosner, Zé Maria Palmieri e Paola Antony; 12 videoclipes na íntegra; cenas adicionais com causos que não entraram no filme e ainda as opções de closed caption e legendas em português, inglês, espanhol e francês.

Serviço:
Documentário Geração Baré-Cola – Usuários de Rock
Dia 19/10 (quinta-feira), às 18h30
Local: Cine Drive-In (SRPN Trecho 1 Centro Desportivo Presidente Médici – Asa Norte).
Exibição do documentário, às 20h, seguida de breves apresentações das bandas Detrito Federal/BSB-H, DFC, Os Cabeloduro, Dungeon, Filhos de Menguele, Os Alices e Restless.
Lojinha com DVD, BluRay, pôster e camiseta do filme e ainda food trucks e cervejas especiais.
Entrada: 1 kg de alimento não perecível.
Informações: www.geracaobarecola.com
Classificação 14 anos.

GRUPO NÓS NEGRAS NO CLUBE DO CHORO NESTA SEGUNDA-FEIRA (9)

Cris Pereira, Kiki Oliveira, Kris Maciel, Renata Jambeiro e Teresa Lopes se unem para show de dez anos do projeto Nós Negras, nesta segunda-feira, 9 de outubro, no Clube do Choro de Brasília.
A apresentação reúne de forma inédita um elenco de pérolas negras brasilienses, para prestar uma justa homenagem às mulheres negras que marcaram a história do samba com talento, graça e muita ancestralidade. Celebrando os 10 anos de existência do Projeto “Nós Negras”, neste momento em que o empoderamento feminino, a valorização da cultura negra, a resistência para levar o samba de raiz a todas as partes, as cantoras Cris Pereira, Kiki Oliveira, Kris Maciel, Renata Jambeiro e Teresa Lopes, mulheres que se dedicam, em seus trabalhos, a estes temas há mais de 10 anos e se tornaram referência na cidade, homenageiam nesta comemoração a afro brasilidade, a força do feminino, a aventura ancestral representada pelas Ayabás que são as grandes Mães, as entidades femininas que nos regem, nos acompanham, nos dão caminho.
A banda será composta por Márcio Bezerra (sopros e direção musical), Juninho Alvarenga (violão), Nelsinho Serra (cavaco), Luiz Jambeiro (percussão geral), Yara Alvarenga (percussão), Larissa Umaitá (percussão) e Anne Caroline (percussão). Participação especial de Mãe Fernanda e Fernanda Jacob.

INGRESSOS:
Valor: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia).
Classificação: 14 anos

ONDE COMPRAR:
Clube do Choro de Brasília
SDC BLOCO “G”. (Entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.)

Funcionamento da bilheteria:
Segunda a sexta-feira: das 10h às 18h. Em dias de show, a bilheteria funciona das 10h às 22h
Sábados: das 19h às 22h

Pontos de Venda – BILHETERIA DIGITAL
Shopping Pátio Brasil
Shopping Liberty Mall
Alameda Shopping
Brasília Shopping
Boulevard Shopping

COMPRA ONLINE: acesse AQUI

GREEN MOVE FESTIVAL TRAZ NANDO REIS, SKANK E OUTRAS ATRAÇÕES A BRASÍLIA

Com o tema “Semear Água”, o Green Move Festival chega a sua 6ª edição. Aberto ao público, o evento tem como objetivo gerar atitudes positivas e conscientes em relação ao meio ambiente e a sua preservação e recuperação para as próximas gerações. Entre 30 de setembro e 7 de outubro, os brasilienses poderão participar de toda a programação do evento, que prevê muita diversão e informação gratuita à sociedade.
O festival teve início no último sábado, 30, com o Mutirão Green que fez plantio de 1.000 mudas de árvores do cerrado no Parque da Cidade.

Neste sábado, 7 de outubro, o Green Move Festival ocupa a Esplanada, na altura do Museu da República, os brasilienses terão a oportunidade de conferir os shows do Skank, Nando Reis, Legião Urbana, Dona Cislene, Banda Etno e a Orquestra Juvenil da UNB. “Ao todo, serão 8 horas de música.A expectativa de público é de 150 mil pessoas. Nas edições anteriores reunimos 500 mil pessoas”, afirma o produtor do Green Move, Marcelo Piano.
A 6ª edição do Green Move Festival tem patrocínio da Caixa Seguradora, maior empresa privada do Distrito Federal, e apresentação do Ministério da Cultura e da Secretaria de Cultura do Distrito Federal. “O festival é uma grande oportunidade para o brasiliense curtir atrações musicais gratuitas e de qualidade, além de exercer um papel cidadão, ajudando a cuidar do meio ambiente e do futuro da nossa cidade”, comenta o gerente de comunicação corporativa da Caixa Seguradora, Rodrigo Cicutti.

Consciência ambiental
A música é só parte do festival, que prevê ações voltadas para escolas, públicos de todas as idades e pessoas interessadas em apoiar o evento como voluntárias. São as chamadas ações Green, que ocorrem durante toda a programação do evento: Ideia Green, Bike Green, Doação Green, Social Green, Mutirão Green, Voluntariado Green, Escolas Green e Simpósio Green.
“Quanto mais você participa da programação, mais perto fica do palco no dia dos shows”, explica Piano. Para acessar a área Consciente, próxima ao palco, o público deve se engajar nas ações propostas pelo evento e, assim, colocar em prática sua consciência ambiental.

Confira a programação completa do Green Move Festival no site do evento http://www.greenmovefestival.com.br/

Serviço
Dia 7 de outubro
Horário: a partir das 9h
Local: Esplanada dos Ministérios
(Palestras, exposição Green Art e shows com Skank, Legião Urbana, Nando Reis, Banda Etno, Dona Cislene e Orquestra Juvenil da UNB)

X1 FUYU – ENCONTRO GEEK E COSPLAY OCUPA O CLUBE DOS PREVIDENCIÁRIOS NESTE DOMINGO (8)

O evento que une a cultura geek (os adeptos aos jogos e a tecnologia, em geral), cosplayer (pessoas que se vestem a caráter para representar um personagem) e a oriental tem vez em Brasília e privilegia toda a família. O nome X1 (em japonês shizun, que se traduz como estação do ano) foi escolhido por causa da periodicidade do evento. O X1 Fuyu chega para ocupar, das 10h às 20h, o Clube dos Previdenciários de Brasília (712/912 Sul) no dia 8 de outubro.
Apesar da época ser de primavera, o Fuyu representa a estação do inverno. A ideia é que, de três em três meses, o evento aconteça na capital. “O X1 é temático e dá oportunidade para um público que gosta de jogar, interagir com a cultura oriental e, ainda, para os cosplayers da cidade que carecem de um evento destinado apenas para eles. Quem chegar pode ainda cantar no animekê. Na última edição, ocupamos o Taguaparque.  Agora, resolvemos escolher uma área mais central para facilitar o acesso”, pontua o idealizador e coordenador da Central Cosplay  de Brasília, Gustavo Almeida.

10h de pura magia
A animação começa logo cedo. A partir das 10h, o salão principal do Clube dos Previdenciários vai receber diversas apresentações de danças asiáticas, como as coreografias do K-pop (música popular coreana). E estão marcadas opções para quem quiser comer lá mesmo no X1 Fuyu. Quem passar pelo evento no dia poderá se deliciar com pratos como yakissoba. Ou ainda fazer um lanche no Maid Café, uma subcategoria dos cafés com cosplayers que surgiu em 2001, no Japão. Para quem não conhece, garçons e garçonetes se vestem com roupas vitorianas e interpretam mordomos e criadas dedicados que fazem os clientes se sentirem em casa. Eles usam desde gravatas coloridas, saias e ainda interagem com as pessoas por meio de brincadeiras ao servir os pratos, sempre estilizados.
Já às 14h, os fãs de músicas temáticas vão se encantar com a apresentação do grupo brasiliense Museek. A banda inova em cada apresentação dedicada a um tema. Para o X1 Fuyu, eles prepararam um repertório especial em homenagem à série de desenho animadoSteven Universe.
O bruxinho mais querido do mundo, que neste ano completa 20 anos do lançamento de seu primeiro livro, o eterno Harry Potter, também vai ter uma parte na programação às 15h, com a apresentação de trechos do musical Um Reles Potter.  O diretor e ator brasiliense Ricardo Taveira e mais integrantes do elenco apresentarão uma parte da paródia cômica baseada no texto A Very Potter Musical.
Ao sair de Hogwarts, o grupo brasiliense No Brand Girls vai continuar a animar o público com show cover do anime Love Live! School Idol Project. As meninas cosplayers encantam nas danças e performances realizadas no palco.

Concurso Cosplay
Carro-chefe do evento, a partir das 17h30, os personagens de filmes, séries e desenhos vão desfilar e disputar no Concurso Cosplay. A competição é divida em duas categorias: Desfile, onde os cosplayers desfilam para os jurados por um minuto; e Performance, onde, durante três minutos, vale improvisar em cima da história original do seu personagem ou realizar uma adaptação livre.  As premiações variam de R$ 100 a R$ 500 e incluem ainda troféus personalizados para os destaques. Inscrições e informações pelo e-mail: centralcosplay@gmail.com. Qualquer pessoa pode participar, desde que não apresente parentesco com integrantes da Central Cosplay de Brasília.

Programação paralela
Além das atrações principais, o X1 Fuyu terá exposição de cosplay com o grupo Arts Geek, de animes (animação japonesa), um estúdio fotográfico onde os cosplayers vão poder tirar fotos para registrar o momento, animekê (karaokê de músicas de animes) realizado no palco Asian Music e uma arena de videogames com jogos clássicos para todos jogarem e competirem, sem pagar. Gastronomia oriental típica e fast foods também não vão faltar na maratona.

X1 e a Central Cosplay
O X1 é coordenado pelos sócios Gustavo Almeida Teixeira, Laís Oliveira e Hilton Rafael. Participam ainda 16 membros da Central Cosplay. Desta vez em homenagem ao inverno, o evento chega a sua terceira edição com o nome de X1 Fuyu. Idealizadora do evento, a Central Cosplay surgiu em agosto de 2009, com um grupo de amigos que buscava organizar concursos de cosplay em Brasília, já que não havia uma central especializada no assunto que pudesse atender às necessidades dos cosplayers locais. O nascimento efetivo do grupo foi em 17 de outubro de 2009, no evento Otacon, sob comando de Juliana Rabelo, então criadora e fundadora. Desde 2014, Gustavo Almeida assumiu a liderança da Central e dos eventos.

Programação:

12h00 – Apresentações Culturais Japonesas

14h00 – Grupo Museek apresenta: Show Especial Steven Universe

15h00 – Especial Magia: Um Reles Potter Show

16h00 – No Brand Girls: Show Cover Love Live! School Idol Project

17h30 – Concurso Cosplay

Durante todo o dia:

– Exposição Cosplay com o grupo Arts Geek

– Exposição LoveLive! (anime) com o grupo No Brand Girls

– Exposição de artistas locais (Artist’s Alley)

– Estúdio Fotográfico Cosplay

– Arena de vídeo games com free play e campeonatos

– Apresentação de grupos de dança K-POP

– Animekê livre

– Comídas típicas

Serviço
X1 Fuyu – Encontro Geek e Cosplay
Dia 8 de outubro (domingo), das 10h às 20h.
Local: Clube dos Previdenciários de Brasília (712/912 Sul)
Ingressos:  1º Lote: R$ 20 (meia-entrada).  2º Lote: R$ 25 (meia-entrada) e R$ 30 (meia-entrada), na hora.  Cosplayers e doadores de 1kg de alimento imperecível pagam meia
Informações: centralcosplay@gmail.com / 99937-4122 (Whatsapp)
Classificação livre.